Culinária

10 comidas típicas de Goiás

As comidas típicas de Goiás são as mais gostosas do Brasil. Sem falar que os pratos em Goiânia e no interior são os mais bem servidos do mundo. Se você acha que é exagero, está precisando visitar Goiânia, Anápolis, Pirenópolis ou qualquer cidade do estado pra provar essas delícias. Aliás, veja os melhores pontos turísticos de Goiás.

Além de serem as mais gostosas, as comidas típicas de Goiás são as mais peculiares. Onde mais você encontra um lugar chamado “pit dog”? Ou come uma massa de milho com leite em cima? Se não está acreditando, confira nos número 3 e 5 da lista.

E antes que me perguntem, sim, eu sou goiano. Mas mesmo que não fosse, tenho certeza que seria o fã número 1 da culinária típica de Goiás. Estou falando das comidas de cada dia, não daquela culinária regional que só se vê em livros de história ou artigos de gastronomia.

pequi comidas tipicas goias

As 10 comidas típicas mais gostosas de Goiás

 

1. Empadão Goiano

Enquanto o Brasil inteiro come torta de frango, Goiás se superou e criou o Empadão Goiano. Massa fininha embaixo, mediana em cima e levemente queimada nas laterais. No recheio, frango desfiado, azeitona, pedacinhos de linguiça caseira e o ingrediente mais goiano de todos: GUEROBA, nome carinhoso em Goiás da Guariroba, aquele palmito amargo natural do cerradão.

 

2. Panelinha

A panelinha é um nome gourmet e recente de uma das mais deliciosas invenções da culinária goiana: uma espécie de risoto rústico, com arroz normal, carne ou frango e temperos a gosto como pimenta de cheiro, açafrão e claro, pequi. Essa da foto, que comi em Pirenópolis, é uma clássica Maria Izabel, somente com arroz e carne, além dessa cobertura de queijo e pimenta.

 

3. Pamonha Goiana

Em São Paulo dizem que existe pamonha. Em Brasília também. Os mineiros também acham que sabem fazer. Mas em Goiás, a pamonha não é só a melhor do Brasil, como também é um evento social. Até hoje as famílias e amigos se juntam pra fazer pamonha. Inclusive as crianças participam, descascando o milho. Quem não tem tempo, sempre compra a pamonha pronta. Prova disso são as dezenas de pamonharias de Goiânia, sempre cheias. Os sabores mais pedidos são a pamonha de doce, a de sal e a pamonha mista, que vem com um pedacinho de linguiça dentro.  Na hora de comer, o ritual de desembrulhar a pamonha deixa qualquer goiano com água na boca. Como “tempero” extra, muitos colocam leite no prato, junto à pamonha.

 

4. Biscoito de Queijo

Os mineiros que me perdoem, mas o biscoito de queijo de Goiás é o melhor do Brasil. E digo mais: é o único e verdadeiro biscoito de queijo. Quem tem uma tia ou avó goiana sabe do que eu estou falando. Aquela massa crocante, que quebra e esfarela um pouco a cada mordida. Aquele interior mais molinho, amarelado por causa do ovo caipira. Se é bom saindo do forno, fica melhor ainda no dia seguinte, sempre acompanhado de uma caneca de café.

 

5. X-Tudo do Pitdog

Ninguém sai da balada em Goiânia sem passar no pit-dog depois. Mas afinal, o que é um pit-dog? Essa palavra que já faz parte do dicionário goiano se refere a pequenas lanchonetes de rua, a maioria no meio das praças das cidades. No cardápio, sanduíches de todo tipo. O que mais sai é o X-Tudo, um hambúrguer mata-fome que leva queijo, ervilha, milho, presunto, salsicha, ovo e qualquer coisa que você imaginar. Pra acompanhar, o mais comum é pedir um “creme”, ou seja, uma vitamina de fruta batida com leite.

 

6. Arroz com Pequi

Nem todo mundo em Goiás gosta de música sertaneja. Mas quando a assunto é pequi, o estado é praticamente unânime: “Bão demais”.  O pequi é um fruto típico do cerrado e pode ser feito de várias formas, como no molho de frango, na panelinha e no arroz branco, que fica amarelinho e saboroso. Lembrando aos desavisados que não se pode morder um pequi, pois ele é recheado de espinhos que grudam na língua. A forma correta de comer é roendo sua camada amarela, sem se atrever a ultrapassar a camada mais dura.

• Existe até um ditado tipicamente goiano, que se refere a coisas impossíveis: “pó cabá cum pequi do Goiás”. Que significa algo como “pode acabar com os pequis de Goiás” que a pessao em questão não deixa de fazer algo, por exemplo.

Delícia de arroz com pequi feito em casa

 

7. Galinhada

Se a panelinha é uma comida típica de Goiás que vem ganhando força nas cidades turísticas e o arroz com pequi é para os paladares, digamos, mais acostumados aos sabores de Goiás, a galinhada é universal. Não sei onde foi inventada, talvez tenha sido até na China, mas de fato a galinhada de Goiás é insuperável, principalmente se comida embaixo de uma árvore do cerrado. Além de arroz e frango, uma galinhada típica de Goiás também pode levar umas lascas de pequi e gueroba.

 

8. Arroz com Rapa

 

Já viu que arroz é o que comanda entre as comidas típicas de Goiás. Mas a paixão do goiano pelo arroz é tão grande que ele muitas vezes é saboreado puro, de preferência se tiver a rapa. Mas o que é a rapa do arroz? Bom, quando o arroz queima de leve no fundo e gera uma camada levemente torrada e crocante, a goianada vai à loucura, chamando aquele arroz queimado de “rapa”. Isso porque ele geralmente fica grudado e é preciso raspar a colher pra tirar. Pode ter rapa na panelinha, no arroz com pequi e na galinhada, mas a rapa de arroz perfeita mesmo é a do arroz branco.

 

9. Carne com Quiabo

O quiabo pode ser renegado em boa parte do mundo, mas em Goiás ele é uma iguaria. Isso porque o molho de carne com quiabo é uma das melhores comidas típicas do estado. A receita é simples: cozinhe carne picada em cubos, tiras de quiabo e temperos apimentados. Tem o prato até nas bandejas de self-service de Goiânia e principalmente do interior. Pra acompanhar, nada melhor que um arroz branco. Com rapa, claro.

 

10. Doce de Goiaba

Depois de saborear todas essas delícias da culinária goiana, nada como uma sobremesa típica de Goiás. Escolhi o doce de goiaba porque foi o que mais comi na infância e o que mais vejo pra vender nos restaurantes de comidas regionais do interior. Além de ser um delícia, principalmente quando acaba de sair do caldeirão.

Fonte: Buenas Dicas

Emporio
Faça um comentário

Faça seu comentário

Mais lidas do Mês

To Top