Home / Culinária / Conheça 10 pratos típicos da culinária de Goiás

Conheça 10 pratos típicos da culinária de Goiás

Como praticamente todo cardápio brasileiro, a lista de pratos típicos de Goiás foi influenciada pelas cozinhas indígena e europeia. Tropeiros vindos de Minas Gerais e São Paulo também deram uma rica contribuição ao caderno de receitas local, que costuma incluir tutu de feijão, paçoca de carne-seca e, para a sobremesa, ambrosia e doces em compota.

Há uma característica, no entanto, que diferencia a culinária goiana daquela existente em qualquer outra parte do país: a farta presença de ingredientes nativos do Cerrado. Só aqui você terá a chance de provar, por exemplo, mil e uma receitas com pequi (típico frutinho amarelo) e guariroba (um palmito amargo). Os sucos e sorvetes também revelam sabores regionais: cajá-manga, murici e araticum são alguns deles.

Na despensa do estado, um ingrediente tem atraído a atenção de chefs de cozinha de todo o Brasil: o baru. Tanto a castanha quanto a polpa do fruto do baruzeiro, árvore comum no Cerrado, são usadas na cozinha goiana. Torrada, a castanha entra no preparo de pães e biscoitos e também é vendida em saquinhos, como se fosse amendoim.

Na galeria abaixo, saiba mais sobre outros ingredientes e pratos populares de Goiás. Fonte: Viaje Aqui

  • Arroz com pequi
  • Arroz com suã
  • Pamonha
  • Doces caseiros
  • Galinhada
  • Sorvetes de frutas do cerrado
  • Empadão goiano
  • Arroz-de-puta-rica
  • Angu de milho verde
  • Matula
arroz com pequi

O frutinho amarelo, símbolo do estado, dá cor e sabor característicos a boa parte dos pratos típicos. Geralmente cozido com arroz e frango, o pequi pode ser acrescido às receitas em polpa ou inteiro.

Neste último caso, deve ser consumido com cautela: é preciso roê-lo com cuidado e, em hipótese alguma, mordê-lo. Cheio de espinhos, seu caroço pode, facilmente, machucar a boca dos desavisados.

arroz com sua

Comida goiana e mineira do restaurante Chão Nativo I, em Goiânia, Goiás. Entre os pratos típicos do estado, o arroz com suã e o leitão pururuca são pedidas acertadas.

pamonha

Os milharais da região proveem as espigas, que, em família, quase como num ritual, são debulhadas. Os grãos servem de base a uma massa cremosa, que depois de pronta é envolta na própria palha e cozida.

À beira das estradas, há inúmeras pamonharias, que servem a receita à maneira tradicional (doce ou salgada) e, também, em versões com carne-seca e requeijão ou até frango e guariroba.

Onde comer: Frutos da Terra (foto) e Pamonha da Vovó (Rua 83, 21, Praça Cívica – Setor Sul), em Goiânia.

doces

Os docinhos de Goiás (GO) ganharam notoriedade com a poetisa e doceira de mão cheia Cora Coralina. A arte também era dominada por mulheres como Dona Dita e sua vizinha Dona Zilda, contemporâneas de Cora, que repassaram seus segredos para colegas que mantêm viva a tradição.

Cada doceira tem sua especialidade, mas os quitutes mais famosos são o pastelinho (massa assada reacheada com doce de leite) e os doces de frutas. A maioria é vendida nas casas das próprias doceiras. Mas há também as docerias maiores, como a confeitaria Richesse (foto), onde um dos doces mais concorrido é o bolo dos anjos, que leva brigadeiro de chocolate branco e morango

galinhada

Servida, geralmente, em eventos especiais, é um arroz reforçado com pedaços de frango caipira. A mistura costuma ser refogada com pequi e cúrcuma e, por isso, ganha coloração alaranjada.

sorvetes

Na foto, gelado de laranja com três bolas de sorvete, suco e raspas da fruta da sorveteria Frutos do Brasil, em Goiânia. No estado, algumas sorveterias vendem mais de 30 sabores de sorvetes à base de frutas típicas da região e do país, como pequi e açaí

empadao goiano

Trata-se de uma massa de empada recheada com fartura. Além de frango, linguiça e ovo cozido, o empadão ganha pequi e guariroba, e costuma ser servido no formato de uma torta.

Onde comer: Empada do Alberto e Rainha da Empada (Rua 3, 322 – Mercado Central, Goiânia).

arroz puta rica

É um prato encontrado nos restaurante de comida goiana, feito com carnes defumadas. De tão famoso veio para cardápios paulistanos também, como o Bar da Dona Onça (foto), uma receita da chef Janaína Rueda

angu

Um prato típico local que tem como principal ingrediente o milho que, de tão especial por lá, virou até poema de Cora Coralina (Oração do Milho). Pode ser uma boa pedida para acompanhar uma suculenta galinhada.

matula

Palavra também usada como sinônimo de marmita, matula é um cremoso tutu de feijão-branco ou mulatinho, engrossado com farinha de mandioca e incrementado de pedaços de linguiça, carne de sol e carne de lata (curada em banha de porco por 15 dias)

Enquanto isso...

Madero – Restaurante Durski ganha prêmio Best of Award of Excellence

Wine Spectator elege sete restaurantes brasileiros com as melhores adegas do mundo O prêmio Best …

Um comentário

  1. Glaucea Barros Monteiro

    Amo pequi sou goiana mas moro em Belo Horizonte, mas não esqueço meu Goiás querido. Minha família mora em Anápolis e Goiânia. I

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *