Notícias

Cartaz sobre furto de papel higiênico causa polêmica em secretaria de GO

Comunicado em banheiro alerta que ‘subtração de coisa alheia é crime’.
Sindicato criticou atitude e postou a mensagem na web: ‘Julgamento prévio’.

papelH

Um comunicado afixado nas paredes dos banheiros da Secretaria de Estado da Casa Civil, em Goiânia, causou polêmica no órgão. O texto alerta aos servidores que o furto de papel higiênico é crime.
“O servidor público responde civil e criminalmente pelos danos causados à administração, assim, embora pareça insignificante, a subtração de coisa alheia, no caso papel higiênico, constitui crime”, diz o cartaz.
O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Goiás (Sindipúblico) criticou o comunicado, além de compartilhá-lo em redes sociais.

De acordo com o presidente, Thiago Vilar, a mensagem se trata de um “julgamento prévio” dos servidores, o que é “desnecessário e injusto”.

 

Vilar pondera que o local é público e, por isso, frequentado por outras pessoas. “Pegaram os primeiros que viram para colocar a culpa. É um absurdo afixar um papel desses sem apurar quem está cometendo e responsabilizar toda uma categoria”, disse o presidente ao G1.
O sindicato compartilhou a imagem do comunicado nas redes sociais na terça-feira (18). Segundo Vilar, no mesmo dia, os comunicados foram retirados dos banheiros: “Foi desrespeitoso e a gente publicou na internet para tornar público o que o Estado está fazendo. Esta é a melhor maneira para divulgar”.

Em nota, o gerente de Gestão, Planejamento, Suprimentos e Logística da Secretaria de Estado da Casa Civil, Wedson Mendes Ferreira, informou que a intenção era “alertar para o uso racional do papel higiênico, também por parte de visitantes”. Por isso, para ele, “não houve o propósito de constranger os servidores da secretaria”.

papelHS

QUE MERDA HEIM…TÁ FÁCIL PRA NINGUÉM!

Vou99_laranja
Faça um comentário

Faça seu comentário

Mais lidas do Mês

To Top