fbpx

Especialista oferece dicas de organização financeira para o início do ano


Professor dos cursos de Gestão da Estácio dá direcionamentos para planejamento de gastos em 2021

O início do ano é tido como o período de organização financeira: é hora de colocar tudo nos eixos para que os meses seguintes possam fluir com mais clareza. Especialmente depois de ano atípico, cujos transtornos gerados pela pandemia impactaram diretamente na saúde financeira das famílias.

De acordo com dados de levantamento feito pela Ibope Inteligência, 55% das pessoas das classes A, B e C, com acesso à internet, tiveram a renda afetada pela pandemia. Dessas, 66% diz ter sentido queda superior a 25% no orçamento. A pesquisa mostra ainda que 51% dos entrevistados afirma ter diminuído gastos e 22% começaram a atrasar o pagamento de dívidas.

Para a situação ser diferente em 2021, o professor de Gestão Leandro Esquincalha, da Estácio, afirma que o primeiro passo é ter uma boa organização financeira, começando por uma relação de todas as dívidas previstas para o período, seja no papel ou em uma planilha digital.

“A visualização das dívidas nos ajuda a ter clareza para onde nosso dinheiro está indo de fato, o que faz com que tomemos melhor consciência nas próximas compras e evitemos um possível comportamento repetitivo de gastos impulsivos”, aconselha. É essencial que a pessoa sempre confira seu extrato bancário, monitore, mais do que nunca, a fatura do cartão de crédito e controle as entradas e saídas da conta.

“Para quem tem contas atrasadas, a dica é tentar negociar buscando um desconto para pagar à vista ou tentar um parcelamento”, direciona Leandro.

Para os que estão com o financeiro saudável, o ideal para mantê-lo assim é estabelecer objetivos financeiros. Seja fazer uma viagem, comprar um novo celular ou guardar para a aposentadoria. Saber onde a pessoa deseja investir o dinheiro ajuda a tomar melhores decisões. O especialista lembra ainda que um bom planejamento pode levar à diminuição de gastos com supérfluos.

“É muito importante manter o hábito de saber exatamente quanto se ganha e qual o valor das despesas fixas, assim, fica mais clara a visualização sobre qual o valor disponível. Desta forma, é possível ter um controle maior e evitar gastar mais do que se ganha ao fazer compra de algo que não estava na sua relação de custos fixos ou que não seja essencial”, afirma o especialista.

Além desses passos para a organização, é aconselhado que uma porcentagem da renda seja guardada todo mês para compor uma reserva de emergência. “Imprevistos acontecem e para não desequilibrar as finanças, ter um fundo de reserva é ideal para cobrir os gastos que podem vir sem avisar, como despesas de hospital, por exemplo. O equivalente a três meses de salário são um bom começo”, orienta.


0 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comments

comentarios

Share via
Escolha um formato
Questionário de personalidade
Série de perguntas que pretendem revelar algo sobre a personalidade
Quiz de curiosidades
Série de perguntas com respostas certas e erradas que visa verificar o conhecimento
Enquete
Votar para tomar decisões ou determinar opiniões
História
Texto formatado com incorporações e visuais
Lista
The Classic Internet Listicles
Contagem regressiva
As clássicas contagens regressivas da Internet
Lista aberta
Envie seu próprio item e vote para o melhor envio
Lista Classificada
Votar positivamente ou negativamente para decidir o melhor item da lista
Meme
Faça upload de suas próprias imagens para fazer memes personalizados
Vídeo
Incorporação no Youtube, Vimeo ou Vine
Áudio
Incorporação de Soundcloud ou Mixcloud
Imagem
Foto ou GIF
Gif
Formato GIF