Essa história vai te emocionar - ENQUANTO ISSO EM GOIÁS
Home / Notícias / Essa história vai te emocionar

Essa história vai te emocionar

12931104_1171961382814590_5212820822561600367_n

Em patrulhamento noturno na região do Novo Mundo, 30BPM… Paramos em uma distribuidora de bebidas próximo a linha do trem, pelo movimento de pessoas um lugar que demanda atenção. Estaciono a viatura e aos poucos vai se aproximando timidamente, mas com olhar vivido e inocente um garotinho…

– Oi Policial!
– Oi, tudo bem com VC?
– Sim.
– Qual seu nome e o que vc faz aqui? Está com quem?
– Meu nome é Felipe, estou aqui ajudando minha mãe a vender espetinhos! E o seu nome?
– Entendi. SD. Vilela. Qual sua idade?
– Tenho 4 anos, e quando crescer quero ser polícia.
– Que bom… Por que vc quer ser Policial?
– Para proteger minha mãe e a Marcimar (Dona da distribuidora).
– Muito bom! Então tem que estudar e obedecer sua mãe.
– sim, vou estudar e obedecer.
( Celular da viatura toca e somos empenhados em uma averiguação tendo que sair rapidamente.)
– Felipe vamos ter que ir ali ajudar umas pessoas que estão precisando da Polícia!
– Na hora de ir embora e fechar minha mãe e a Marcima fica com medo… Vcs vão voltar? ( duas mulheres, uma cuida da distribuidora e outra vende espetinhos)

– Ok! Eu volto Felipe… ( Com rapidez, pois estávamos indo para uma ocorrência).
Atendemos a ocorrência que se tratava apenas de pessoas em atitude suspeita em uma rua. Fizemos a abordagem, verificamos e tudo na normalidade… Demos continuidade ao patrulhamento na região.

Uma hora depois perguntei ao Sgt. Oliveira que horas aquela distribuidora de bebidas costuma fechar… Ele me respondeu que era 00hs. Como faltava 15 minutos resolvemos voltar lá para acompanhar o fechamento a pedido do Felipe.

Logo ao se aproximar e parar para estacionar lá vem Felipe correndo…
– Eu falei que eles voltariam mamãe… Ele me disse!
Logo a mãe do Felipe se aproxima e diz:
– Se vcs não tivessem voltado este menino nem iria dormir a noite.
Repentinamente com os olhos cheio de lágrimas diz…
– Muito obrigado pelo carinho, atenção e paciência que vcs tiveram com meu filho. Por ter mostrado a viatura, brincado e conversado com ele. Ele ama a Polícia, vê uma viatura esquece do mundo.
Neste momento também caiu um “cisco em meus olhos” em ver a emoção dela e felicidade do Felipe…
Firmei a voz e respondi…
– Que isto… É um prazer poder ajudar e servir… Seu filho e muito inteligente.

Parabéns pela educação que dá a ele!
Acompanhamos o fechamento, e a saída deles.
Felipe me deu um abraço e foi embora para casa todo alegre e em segurança!

É a alergia e entusiasmo nos olhos daquela criança e a paz das pessoas em saber que ao estamos ali estão seguras que faz valer a pena.
Felipe é apenas uma criança de 4 anos que sente a necessidade de proteger sua mãe. Isto remete a minha infância e me emociona.

Sei o que é isto..
E a mesma atenção e carinho que tivemos com Felipe, no ano de 1989 no mesmo bairro uma equipe da Polícia Militar também teve comigo mostrando a viatura e deixando eu apertar a sirene. Aquela imagem nunca saiu da minha cabeça.

Esta proximidade entre Polícia e sociedade é muito importante, fazendo do policiamento comunitário uma das bases da nossa segurança.

12924422_1171961502814578_4834092510793661985_n

12923102_1171961579481237_2940731137430803699_n

12985569_1171961412814587_3852657827148195926_n

Fonte: Danillo VSilvério

Enquanto isso...

11 Benefícios do Óleo de Pequi – Para Que Serve e Dicas

Popular em estados da região Centro-Oeste do Brasil como Mato Grosso e Goiás, o pequi …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *