fbpx

Ocupação total de leitos UTI atinge 101% em Goiás


0
1 compartilhar

Demanda por leitos da rede privada atinge 104% e bate recorde de lotação

Pela primeira vez desde o início da pandemia, a ocupação de leitos de UTI destinadas à Covid-19 ultrapassa os 101% na rede pública e privada em Goiás. Ou seja, demanda por vagas já está acima da capacidade de operação do Estado. Quando o número de internados supera o total de leitos de UTI, os hospitais precisam remanejar recursos para dar conta da demanda elevada. Os dados foram coletados às 11h30 desta terça-feira (9).

A plataforma disponibilizada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO) mostra que o número de pacientes confirmados ou suspeitos de estarem infectados pelo novo coronavírus que possuem necessidade de terapia intensiva é de 1.060, mas a quantidade de leitos é de 1.048.

Se forem considerados os dados da rede privada, a ocupação chega a 104%. Sendo que a demanda de pacientes é de 157 e a quantidade de leitos de UTI chega a 150.

Ocupação de leitos de UTI destinados à Covid-19 em Goiás. (Imagem: reprodução / SES-GO)

Já a rede pública estadual, conta com 97,72% de ocupação, sendo que 404 estão ocupados e 10 estão disponíveis. Há uma vaga no Hospital Municipal de Senador Canedo, um no Hospital e Maternidade Dr. Evaristo de Mineiros, duas no Hospital Municipal Modesto de Carvalho, em Itumbiara e uma na Santa Casa de Catalão. Já Goiânia tem dois leitos no Hugol, outros dois no Hospital de Doenças Tropicais (HDT) é uma no HCamp.

O presidente da Associação dos Hospitais Particulares de Alta Complexidade do Estado de Goiás (Ahpaceg), Haikal Helou, agendou uma entrevista para esta tarde para comentar o assunto.

Em nota, a SES-GO informou que a  situação da rede privada de saúde é importante para a avaliação do sistema de saúde como um todo e o consequente planejamento das medidas necessárias para o bom atendimento na rede pública. Entretanto, a SES-GO não tem gestão sobre os leitos dos hospitais particulares, que possuem um processo regulatório próprio.

“O Estado recebe solicitações para internação em enfermaria e Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de todos os municípios goianos, mas para isso o paciente deve estar sendo atendido em uma unidade do Sistema Único de Saúde (SUS). Ainda não há, a nível estadual, uma regulação única entre redes pública, privada e conveniada”, comunicou a pasta.

Fonte: Mais Goiás


Comments

comentarios

0 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Escolha um formato
Questionário de personalidade
Série de perguntas que pretendem revelar algo sobre a personalidade
Quiz de curiosidades
Série de perguntas com respostas certas e erradas que visa verificar o conhecimento
Enquete
Votar para tomar decisões ou determinar opiniões
História
Texto formatado com incorporações e visuais
Lista
The Classic Internet Listicles
Contagem regressiva
As clássicas contagens regressivas da Internet
Lista aberta
Envie seu próprio item e vote para o melhor envio
Lista Classificada
Votar positivamente ou negativamente para decidir o melhor item da lista
Meme
Faça upload de suas próprias imagens para fazer memes personalizados
Vídeo
Incorporação no Youtube, Vimeo ou Vine
Áudio
Incorporação de Soundcloud ou Mixcloud
Imagem
Foto ou GIF
Gif
Formato GIF