Home / Música / Zezé e Luciano comentam suposto patrocínio do governo de Goiás a escola de samba

Zezé e Luciano comentam suposto patrocínio do governo de Goiás a escola de samba

Rio de Janeiro, 08/02/2016 Desfile na | at Sapucaí – Grupo Especial Foto | Photo: Tata Barreto| Riotur
Foto: Tata Barreto

Dupla garantiu que homenagem da Imperatriz Leopoldinense não recebeu um centavo sequer de verba pública

A assessoria da dupla Zezé di Camargo & Luciano informou, por meio de nota, nesta quarta-feira (17/2), que o desfile da escola de samba Imperatriz Leopoldinense na Sapucaí, durante o Carnaval 2016, não recebeu um centavo sequer de verba pública, “seja do governo de Goiás, do município de Pirenópolis ou de qualquer outra ordem pública”.

No comunicado, a assessoria dos sertanejos explica que a homenagem prestada pela escola foi possível graças ao investimento de patrocinadores da Imperatriz e da própria dupla.

Os cantores chamaram de “acusações levianas” as informações divulgadas nas redes sociais que davam conta que o desfile teria sido patrocinado pelo governo de Goiás. A questão, inclusive, já havia sido esclarecida pela gestão estadual, que negou qualquer ajuda financeira.

“É de bom tom que acusações levianas se façam checar com cuidado, com o respeito que essa história merece, antes de serem proferidas irresponsavelmente, como foram”, destaca a nota. Fonte: Jornal Opção.

Confira a íntegra do comunicado:

Não foi com indiferença que Zezé Di Camargo e Luciano, ainda emocionados pela grande homenagem prestada pela Imperatriz Leopoldinense na Sapucaí, tomaram conhecimento de equivocadas publicações sobre a fonte dos recursos que proporcionaram aquele inesquecível momento com o pai, seu Francisco Camargo, e família.

Antes de mais nada, convém deixar claro, sem rodeios: o desfile da Imperatriz em tributo à dupla e à Pirenópolis, cenário de seu Francisco Camargo e dos filhos ali nascidos e criados, grandioso culto ao que há de mais genuíno e brasileiro nessa terra, não recebeu um só centavo de verba pública, seja do governo de Goiás ou do município de Pirenópolis, seja de qualquer outra ordem pública.

Iniciativa da escola de samba, a festa em questão se viabilizou pelo investimento de patrocinadores da Imperatriz e da própria dupla, marcas que ostentam o sucesso e todo o empenho de Zezé e Luciano Brasil afora.

Como disse Luciano, em nome de todos os Camargo, “a Imperatriz Leopoldinense não levou o título de campeã, mas passou a mais bela mensagem que a Apoteose do Samba pode presenciar. A minha família, feita em barro, provando o que Isaías (64:8) falou: ‘Contudo, Senhor, tu és o nosso pai. Nós somos o barro. Tu és o oleiro. Todos nós somos obras das tuas mãos’”

Por isso, e até pelo que as palavras não alcançam na definição do que representou essa homenagem para a família Camargo, é de bom tom que acusações levianas se façam checar com cuidado, com o respeito que essa história merece, antes de serem proferidas irresponsavelmente, como foram.

A sorte é que nada pode apagar a memória do filme que a Sapucaí registrou, sob o testemunho de um público caloroso e sempre muito digno dessa trajetória construída por ‘Seu’ Francisco e todos os seus filhos.

Enquanto isso...

Veja a programação da festa do Tomate de Goianápolis

A tradicional festa do tomate de Goianápolis, a maior do Brasil, será lançada na Ceasa, na próxima terça-feira, (27). …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *