Saúde

10 alimentos com um formato parecido com órgãos que beneficiam.

A natureza está entre nós há milhares de anos e continua a nos surpreender. Numa descoberta simples e um tanto fascinante, o site Health is From Heaven, através de um estudo, compara alguns órgãos do corpo humano com alimentos, mostrando que seus formatos são parecidos. Ou seja, quer descobrir os benefícios de cada um? É bom começar a observá-los.
Não precisa entender muito de anatomia, não. São formas fáceis de perceber mas que acabam passando despercebidas por nós, que na grande maioria das vezes, queremos mais é comer. A cura por meio de recursos naturais tem ganhado certa fama com essa onda de alimentação saudável, trazendo à tona aquilo que os índios já fazem há muito tempo.
Esqueça dos remédios e vá à feira. Alimentos frescos, orgânicos e saborosos podem trazer benefícios exatamente para o que você está buscando. Olhando para dentro de si mesmo é que estão as respostas:
 
1. Tomate = coração
Boa fonte de potássio, que é recomendado para pacientes com pressão arterial elevada, pois ajuda a reduzi-la, os tomates são também ricos em licopeno, um antioxidante que ajuda a reduzir o risco de doenças cardíacas e algumas doenças cancerosas. A vitamina B6, presente em cada tomate, ajuda a converter o aminoácido homocisteína, que danifica as paredes dos vasos de sangue, em outras moléculas inofensivas.
 
2. Noz = cérebro
Simétricas, as nozes nos lembra dos hemisférios esquerdo e direito do cérebro humano. Rica em ômega-3, necessária para a sua flexibilidade, elas auxiliam fornecendo gorduras de alta qualidade para o funcionamento eficiente do cérebro, constituído por cerca de 60% ​​da gordura estrutural. Comer nozes também evita depressões e doenças mentais, ajudando não só o corpo, mas o bem-estar mental.
 
3. Aipo = pros ossos
Olhando bem, as hastes verdes do aipo (ou salsão) se assemelham aos ossos do nosso braço. E são eles que se beneficiam do alimento, que proporciona ossos mais fortes por conta de seus 23% de sódio de boa qualidade, aquele que não provém do sal refinado. O aipo contém o essencial de cálcio mineral que é vital para o desenvolvimento e manutenção de ossos fortes, ajudando na prevenção da perda óssea durante a menopausa. A vitamina K, parte de sua composição, suprime as diminuições na densidade mineral óssea da coluna vertebral.
 

 
4. Abacate = útero
Muitas mulheres evitam o abacate por ser uma fruta “gordurosa”, mas podem rever seus conceitos sobre a fruta. Por sua semelhança com o útero feminino sempre esteve relacionado a fertilidade, especialmente pelos astecas. Rico em vitamina E, o abacate equilibra os hormônios, ajuda a prevenir o câncer cervical e ainda auxilia na perda de peso após a gravidez. Outro fato interessante relacionado a fruta é que, além de seu grande caroço interno se assemelhar a um bebê no útero, o abacate floresce na árvore em exatamente 9 meses. Não é lindo?
 
5. Batata-doce = pâncreas
Consumida especialmente pela galera fitness, a batata-doce vai além da boa forma, beneficiando o pâncreas. Por equilibrar o nível de açúcar no sangue, é recomendada para pessoas com diabetes e pancreatite. Além disso, gera energia para o corpo e aumenta a sensação de saciedade, ajudando a manter a fome sob controle.


6. Cenoura = olhos
As camadas de uma cenoura após seu corte se assemelham facilmente a irís do olho. A hortaliça contém beta-caroteno, que é convertido pelo nosso corpo em vitamina A, um nutriente importante para a saúde global do olho. A deficiência de vitamina A pode facilmente levar à secura nos olhos, inchaço das pálpebras, úlceras da córnea ou mesmo cegueira.
 7. Laranjas = seios
Há quem compare os seios a “melões”, mas é a laranja quem cumpre um papel importante na prevenção ao câncer mama, ajudando o movimento da linfa através dos compostos naturais limonóides. Eles têm a capacidade de induzir a morte celular programada das células cancerosas. No laboratório, mostraram ainda citotoxicidade ao câncer de cólon, câncer pancreático, câncer de fígado, neuroblastoma, leucemia e outros.
8. Gengibre = estômago
O gengibre auxilia um dos órgãos mais importantes do corpo humano, o estômago. Ajudando na digestão, mantém o estômago saudável e estável. A raiz de gengibre contém gingerol e shogaol, que ajudam a tratar a dor de estômago, aliviam as náuseas e a gripe. Não é à toa que este é um dos principais ingredientes em cozinhas chinesas, japonesas, árabes e indianas.
 



9. Cogumelo = ouvidos
Assim como a cenoura, quando cortamos um cogumelo ao meio, percebemos seu formato em relação a orelha humana. Ricos em vitamina D, que é essencial para os nossos ossos, ajudando o corpo a absorver cálcio. A vitamina também é responsável pela prevenção da perda da audição.
10. Feijão = rins
O feijão, especialmente o Azuki – bastante utilizado por vegetarianos -é ideal para quem quer prevenir pedra no rim ou na vesícula. Ele possui propriedades diuréticas e tem fermentação diferente dos demais feijões, regulando hipertensão e o excesso de açúcares (glicose) no sangue, o que beneficia quem tem problemas de pressão alta e diabetes. Além disso, é rico em vitaminas do complexo B, cálcio, fósforo, ferro e proteínas.
Mais um detalhe importante e comparativo é que o vinho tinto é rico em antioxidantes e polifenóis, incluindo resveratrol, o que evita danos aos vasos sanguíneos, reduz o colesterol “ruim” e impede a formação de coágulos sanguíneos. Os polifenóis ainda ajudam a proteger o revestimento dos vasos sanguíneos em seu coração. Mas brinde com moderação.

Fonte: Coruja

wm300
Faça um comentário

Faça seu comentário

Mais lidas do Mês

To Top