Saúde

Mulheres que bebem cerveja são mais felizes e tem menos chance de infarto

Estudo sueco comprovou que o consumo moderado da bebida, aliado a momento de descontração com entes queridos, reduzem o risco de problemas cardíacos.

O Centro de Pesquisas da Universidade de Gothenburg na Suécia, realizou um estudo sobre os efeitos do consumo de cerveja por mulheres. A bebida é muito apreciada no mundo inteiro, mas devido ao consumo exagerado e a outros fatores, muitos apontam apenas para seus malefícios.

O estudo por sua vez, demonstrou que ingerir doses moderadas, aliado aos momentos de relaxamento e descontração em que geralmente é consumido o produto, poderia ser extremante benéfico para a saúde das mulheres.

Segundo a pesquisa, as mulheres que tem hábito de beber cerveja duas a três vezes por semana,d e forma moderada, em sua grande maioria faz isso junto de amigos, familiares ou pessoas que elas amam, o que favorece a liberação de seratonina, substância que é responsável pela sensação de bem estar e felicidade. Elas então conseguem desligar dos problemas cotidianos por algum tempo, o que é essencial para o bom andamento de todo o organismo.

30% das mulheres que participaram do estudo desenvolveram menos problemas cardíacos, comparadas a mulheres que não têm hábito de consumir cerveja.

De acordo com os cientistas, tudo está relacionado ao fato de que elas são pessoas ditas “mais felizes” e relaxadas que as outras, lidando de forma mais leve e bem humorada as situações do dia a dia.

Por outro lado, a pesquisa mostrou que mulheres que consomem bebidas destiladas mais do que uma ou duas vezes por mês, apresentaram uma propensão maior a desenvolver câncer.

Vou99_laranja
Faça um comentário

Faça seu comentário

Mais lidas do Mês

To Top