Saúde

Seis motivos que fazem você engordar depois dos 40 e como combatê-los

Eu vinha conseguindo manter meu peso mais ou menos estável há pelo menos 20 anos. Sempre me alimentei com equilíbrio e de forma saudável, fiz exercícios, tudo certinho. E nem mesmo de balança eu precisava (há muitos anos parei com essa paranoia de viver me pesando). Se as roupas estão servindo como sempre, tudo certo, se apertam um pouco, entro numa dietazinha (falo sempre sobre minha alimentação no meu Instagram, me siga lá também @silviaruizmanga). Por isso quase caí para trás ao subir na balança numa consulta médica aos 47 anos: seis quilos a mais! “Oi? Como isso aconteceu, doutor? Essa balança deve estar errada! ” Não estava. Os tão temidos quilinhos a mais da meia idade simplesmente se apossaram do meu corpo!

O fato é que isso acontece com a maioria das pessoas. A gente ganha peso depois dos 40 por uma série de fatores. Mas calma! Tem, sim, solução. Esses quilos não te pertencem! É preciso mudar alguns hábitos e apostar nas estratégias certas, mas dá para contornar. Mas uma coisa é certa: se a gente continua a comer como sempre comeu aos 20, 30 anos, a conta vai chegar, a gordura vai teimar em se acumular. Conversei com o endocrinologista e mestre em medicina no estilo de vida Luiz Fernando Sella para entender esse “fenômeno” cruel, essa peça que a vida nos prega, e como podemos enfrenta-lo. Vamos aos motivos e às soluções:

1. Perda de massa magra

É um processo natural do envelhecimento a gente perder massa magra (músculos) a partir dos 30, 35 anos. E são justamente nossos músculos os maiores consumidores de energia do corpo. Ou seja, quanto menos músculo, menos “queimamos” calorias. E aí essa energia que sobra é acumulada na forma de que? Gordura! Então, mesmo quem sempre fez só exercício aeróbio frequente (corrida, bicicleta etc), não vai evitar essa perda muscular. O remédio: levante peso. Isso mesmo. Você pode detestar musculação (como eu), mas ela é o melhor remédio para o problema. Invista em treino de força. Ganhe músculos e queime mais calorias.

2. Resistência à insulina

Mais uma razão para você correr para a academia para fazer musculação. A perda de massa magra também colabora para a diminuição da nossa sensibilidade à insulina. A insulina é responsável por levar a glicose que temos no sangue para dar energia para as células. Com a idade e com menos massa magra, o pâncreas tem que trabalhar mais e faz subir os níveis de insulina no sangue para dar conta de transportar essa glicose. O que essa insulina alta faz? Ela é responsável por nos fazer armazenar gordura. Se quiser saber se isso está acontecendo com você, vá ao médico. Ele deve solicitar um exame de dosagem de glicose e de insulina em jejum no sangue.

3. Estresse

Outra razão que nos leva a engordar é o subestimado stress. “Essa fase dos 40 anos muitas vezes se confunde com o pico de produção e responsabilidade profissional, filhos pequenos ou adolescentes, às vezes os cuidados com pais idosos”, diz Sella. “O acúmulo de papéis faz com que a gente tenha menos tempo para se cuidar, para ter hobbies, momentos de descanso”. Tudo isso causa o aumento do hormônio do stress, o cortisol. Adivinhe o que ele faz? Aumenta nossa fome, principalmente para alimentos calóricos. E aí, já viu… Por isso, procure estratégias para combater o stress. Equilíbrio entre vida em família, lazer e trabalho é óbvio, mas nem sempre conseguimos controlar. Meditação, Yoga, exercícios de respiração, nesse caso, podem ajudar muito.

4. Distúrbios da tireoide

Segundo Sella, é muito comum o surgimento de distúrbios na tireoide com o passar dos anos. Os hormônios produzidos por essa glândula estimulam o metabolismo e afetam a taxa funcional de muitos outros sistemas do corpo. Então não deixe de fazer check-ups regulares para verificar se está tudo bem com ela. Seu médico deve solicitar exames de sangue para isso. Se houver alguma alteração, medicamentos podem colocar a casa em ordem. O fato é que tireoide funcionando mal pode te fazer engordar e ter muita dificuldade para emagrecer.

5. Comer mais do que precisa

Isso parece óbvio. Mas não era no meu caso, por exemplo. Eu sempre me alimentei com equilíbrio, achei que estava tudo certo. Mas, como nosso metabolismo naturalmente diminui, a gente também tem que reduzir as calorias ingeridas. Ou seja, comer menos mesmo, comer alimentos menos calóricos. Sabe aquela regra que vivem ensinando para gente de comer de 3 em 3 horas? Sella diz que com certeza a gente não precisa disso quando está mais velho, a menos que viva de trabalho braçal. “Comer duas a três vezes por dia está de bom tamanho”, diz o médico. Importante ficar atento à ingestão correta de proteínas (um nutricionista deve orientar a quantidade certa para você, mas é importante para a manutenção dos seus músculos).

6. Se exercitar menos do que deveria

Todo mundo está cansado de saber que tem que praticar atividade física. Em qualquer idade, aliás. Mas nesta fase da vida a musculação, como dito acima, é obrigatória para o ganho e manutenção de massa magra. Também não deixe de fazer atividades aeróbias, como caminhadas, corrida ou bike, que são fundamentais, além de fazer alongamento para não perder a flexibilidade. Mas quanto de exercício é o mínimo necessários? Se até os 40 você vinha naquela rotina de uma atividade leve três vezes por semana e estava tudo certo, agora é hora de acelerar. Sella recomenda musculação de duas a três vezes por semana, mais dois dias de exercícios para flexibilidade. Faça pelo menos 150 minutos de atividade aeróbia moderada (como caminhada rápida) por semana, ou 75 minutes se fizer atividade intensa (corrida, pedalada, por exemplo). A ideia é espalhar esses minutos ao longo da semana. Se quiser emagrecer, dobre esse número para pelo menos 300 minutos (uma hora por dia, cinco dias por semana, por exemplo).

E o que eu fiz com meus seis quilinhos extra? Me livrei deles em seis meses fazendo exatamente tudo isso que vocÊ acaba de ler. Não fiz dieta radical, apenas mudei a estratégia. Fiz esses ajustes com acompanhamento médico e eles se foram. Mas sem neuras, sem desespero, não adianta querer ter o corpo dos 20 anos para sempre, isso não vai rolar. Só não queria mesmo chegar aos 60 com 20 quilos a mais, porque sei que isso faria mal para minha saúde. Ou seja, é melhor cuidar desde já.

Fonte: Uol.com.br

wm300
Faça um comentário

Faça seu comentário

Mais lidas do Mês

To Top