Notícias

Forças policiais fecham cerco ao “novo cangaço”

gouverl_ndia-ferramentas-dos-criminososGrupo criminoso teve ação frustrada em Gouvelândia; em São Luís do Norte e Montividiu, assaltantes também não tiveram êxito

Prossegue a busca por mais dois suspeitos de tentativa de assalto à agência do Banco do Brasil em Gouvelândia, na região Sul do Estado, por meio de explosivos – tal prática tem sido denominada de “novo cangaço”. Policiais militares e civis trabalham incessantemente com o objetivo de capturar os suspeitos.

A ação dos criminosos foi frustrada graças ao Serviço de Inteligência da PM, por meio do Grupo de Radiopatrulha Aérea (GRAer), e ao da Polícia Civil, por meio do Grupo Antirroubo a Banco (GAB) da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC). Equipe local percebeu um veículo em atitude suspeita e, imediatamente, acionou o policiamento.

A ação incisiva da forças policiais nesses casos reforça determinação da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP) de também buscar formas de coibir, em ação preventiva, os delitos do ‘novo cangaço’. Principalmente na utilização de toda a estrutura de inteligência para investigar crimes dessa natureza.

O grupo que agiu em Gouvelândia já era suspeito de arrombamentos a bancos em Goiás e vinha sendo monitorado pelas forças policiais. Durante a tentativa de explosão de um caixa eletrônico do Banco do Brasil naquela cidade, foram surpreendidos pela polícia. Reagiram e, no confronto, dois deles foram mortos. Dois teriam conseguido fugir.

Informações preliminares dão conta de que um dos suspeitos mortos na troca de tiros com a polícia é filho do ex-prefeito de Cachoeira Dourada, Lauro Ramos. Chamava-se Saulo Magno Ribeiro Ramos, de 29 anos. O outro estaria portando documentos falsos. Já foram apreendidas uma pistola e uma escopeta calibre 12, além de veículos que eram utilizados pela quadrilha.

São Luís do Norte

Em São Luís do Norte, no início deste mês, a Polícia Militar conseguiu cercar quatro suspeitos de integrarem o “novo cangaço” após tentativa de roubo a um posto de combustível, às margens da BR-153. A ação criminosa foi frustrada pelos policiais quando o grupo tentava se apropriar de valores contidos no cofre do estabelecimento comercial.

A operação que impediu a ação dos criminosos em São Luís do Norte foi coordenada pelo Grupo de Radiopatrulha Aérea (GRAer), em conjunto com o Comando de Operações de Divisas (COD), Batalhão de Operações Especiais (BOPE), Grupo de Patrulhamento Tático (GPT) e equipes de área.

Montividiu do Norte

Forças de segurança do Estado de Goiás também impediram nova tentativa de roubo do grupo conhecido como “novo cangaço” na madrugada do dia 25 de abril, em Montividiu do Norte, distante cerca de 500 km de Goiânia.

Segundo informações da PM, os integrantes da associação criminosa explodiram um caixa eletrônico de uma agência do Bradesco, mas não conseguiram levar o dinheiro. Eles estavam em uma Pick-Up Fiat Strada, que teria sido roubada em Gurupi (TO), com o objetivo de ser utilizada na fuga.

De acordo com o comandante-geral da Polícia Militar, Coronel Divino Alves, a interceptação da tentativa do grupo só foi possível graças a uma força-tarefa que foi criada para atuar na região Norte do estado, rota de ação dos criminosos. Ele cita ainda o trabalho do Comando de Operações de Divisas (COD).

O aparato de segurança pública do Estado tem implementado ações de inteligência que monitoram os passos da associação criminosa com a finalidade de antecipar às ações do grupo e evitar novos ataques. A SSPAP busca também maior diálogo e integração entre as equipes de inteligência das polícias dos estados vizinhos, no sentido de interceptar futuras investidas de grupos criminosos.

FOTOS: COMUNICAÇÃO SOCIAL PM5

Comunicação Social PM5
Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Comunicação Setorial
Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária

Vou99_laranja
Faça um comentário

Faça seu comentário

Mais lidas do Mês

To Top