Cultura

Iphan realiza consultas on-line com detentores das Cavalhadas de Goiás

Ação integra registro como Patrimônio Cultural

Fonte / A Redação
Goiânia – O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Estado de Goiás (Iphan) realizará, de 4 a 11 de novembro, consultas on-line junto aos detentores, produtores e gestores culturais envolvidos na realização das cavalhadas no Estado. O objetivo é, além de estreitar os laços com as comunidades locais, ouvir sobre a anuência do pedido de registro das cavalhadas a Patrimônio Cultural do Brasil.
As consultas serão feitas de dois em dois municípios goianos onde ocorrem as cavalhadas: Santa Cruz de Goiás, Palmeiras de Goiás, Posse, Jaraguá, Crixás, Hidrolina, São Francisco de Goiás, Santa Terezinha de Goiás, Corumbá de Goiás, Pilar de Goiás e Pirenópolis. É nessa etapa que o Iphan apresenta a proposta para a titulação do bem cultural como Patrimônio Nacional. É um momento em que os detetores e gestores culturais dialogam e apresentam os pontos de vista.
O superintendente do Iphan em Goiás, Allyson Cabral, ressalta que essa é uma etapa de grande importância no processo de registro. “É quando os detentores e as demais pessoas envolvidas expressam o desejo de conquistar o reconhecimento nacional do bem cultural, além de debaterem curiosidades dessa tradição bicentenária em Goiás”.
No mês de outubro, foi realizada a primeira reunião virtual – Cavalhadas do Estado de Goiás: Patrimônio Imaterial, para sanar dúvidas e explicar as etapas do processo de registro.  Assim, os próximos encontros serão de aproximação a fim de garantir a participação efetiva dos detentores e da comunidade no processo.
Cavalhadas
O espetáculo das cavalhadas consiste no confronto entre mouros e cristãos, representados respectivamente pelo rei e pelo imperador. Os cavaleiros, ricamente ornamentados, revivem cenas inspiradas na história do imperador Carlos Magno e dos Doze Pares de França.  A manifestação fortalece o turismo, a economia e valoriza o patrimônio cultural do Estado, mobilizando os moradores locais e visitantes, revivendo toda uma tradição histórica.
Em 2019, o Iphan recebeu do governador do estado e de prefeitos dos municípios goianos o pedido de registro das cavalhadas do estado de Goiás. O processo está na etapa onde se faz necessária a participação efetiva da comunidade. Ao final das reuniões, será feito um relatório técnico que aponta pela ratificação ou não do pedido de registro das cavalhadas.
Cronograma de reuniões com os links de participação:
Faça um comentário

Faça seu comentário

Empório
To Top