22/03/2024 às 19h33min - Atualizada em 22/03/2024 às 19h33min

Com investimento de R$ 24,8 milhões, Governo de Goiás inaugura 6ª Escola do Futuro

Na cerimônia de entrega da unidade em Mineiros, no Sudoeste Goiano, Gracinha Caiado defende inclusão social e desenvolvimento econômico por meio da educação e da tecnologia

Destaque na economia, o Sudoeste Goiano conta agora com mais uma ferramenta para impulsionar o desenvolvimento tecnológico e a inclusão social na região. O Governo de Goiás inaugurou, nesta sexta-feira (22/03), em Mineiros, a Escola do Futuro de Goiás (EFG) Raul Brandão de Castro. A coordenadora do Goiás Social e primeira-dama do estado, Gracinha Caiado, participou do evento e explicou a missão da escola: "Queremos colocar Goiás em um caminho cada vez mais inovador e vanguardista nas áreas de pesquisa e tecnologia, ao mesmo tempo em que possibilitamos a democratização desses espaços."

Ligada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), a EFG Raul Brandão de Castro, localizada no Parque dos Jatobás, às margens da rodovia GO-341, é a sexta escola do tipo em funcionamento no estado. Goiânia (2), Aparecida de Goiânia, Santo Antônio do Descoberto e Valparaíso de Goiás já têm suas unidades. "As Escolas do Futuro de Goiás fazem parte do nosso Goiás Social, um projeto de inclusão social, de superação da pobreza, mas também de desenvolvimento econômico. Por meio delas, os alunos e alunas têm a oportunidade de seguir apostando na educação", defendeu Gracinha Caiado.

Em Mineiros, a estrutura conta com cerca de 5,5 mil metros quadrados e inclui oito laboratórios, três ambientes de inovação, 12 salas de aula, biblioteca, teatro de arena, quadra poliesportiva e refeitório. Ao todo, o investimento na escola chega a R$ 24,8 milhões, sendo R$ 7 milhões voltados à aquisição de equipamentos. Os recursos são oriundos do Fundo de Proteção Social do Estado de Goiás (Fundo Protege).

Em 2024, a EFG Raul Brandão de Castro disponibilizará 796 vagas para cursos gratuitos nas áreas de tecnologia, marketing e empreendorismo, passando ainda pelos esportes eletrônicos (e-sports, em inglês), robótica e inteligência artificial. O titular da Secti, José Frederico Lyra Netto, citou que já foram investidos mais de R$ 80 milhões nas EFGs desde o início da gestão do governador Ronaldo Caiado, resultando em mais de 60 mil matrículas. "A tecnologia também é social. Se abraçarmos a tecnologia, ela melhora o social", pontuou o secretário.

"São equipamentos tecnológicos que jamais vi na vida. O que tem dentro da Escola do Futuro em Mineiros é o que há de melhor. Os cursos são atuais, conectados com o mercado de redes, de startups, de incubadoras e de capacitação. É um presente inexplicável e eterno para a cidade", frisou o prefeito de Mineiros, Aleomar Rezende.

Diretora da Fundação de Apoio à Pesquisa (Funape), ligada à Universidade Federal de Goiás (UFG), instituição parceira do governo estadual na EFG, Sandramara Matias Chaves definiu o momento como "emocionante" e "uma grande conquista" para a juventude. "Desde os 17 anos de idade, vivi em sala de aula. Me orgulho muito de ver uma escola pública entregue com essa qualidade, com laboratórios e tecnologia de ponta, para que estudantes possam exercitar sua criatividade e sonhar com um futuro que pode, graças a essa escola, se tornar realidade", disse a gestora.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://enquantoissoemgoias.com/.