28/03/2024 às 09h45min - Atualizada em 28/03/2024 às 09h45min

Mais de 20 mil pessoas acompanham Procissão do Fogaréu na Cidade de Goiás

Tradição há 279 anos, festividade religiosa reúne cerca de 20 mil pessoas na cidade de Goiás

Ao som da fanfarra e sob a luz das tochas dos farricocos, a Procissão do Fogaréu iluminou as ruas históricas da cidade de Goiás na madrugada desta quinta-feira (28/03). A manifestação religiosa, que perdura há 279 anos, foi acompanhada pelo governador Ronaldo Caiado e pela coordenadora do Goiás Social, primeira-dama Gracinha Caiado, ao lado de cerca de 20 mil pessoas, entre fiéis, turistas e moradores locais.

Caiado e Gracinha participam da Procissão do Fogaréu


O chefe do Executivo lembrou do simbolismo de um dos eventos mais marcantes e emocionantes de Goiás. “É muito lindo apreciar essa tradição, uma das mais reconhecidas do país”, destacou. “É a nossa cultura e história, que tive a felicidade de acompanhar desde a infância. Me apego e sempre realço nosso respeito às tradições no cenário nacional”, completou Caiado que, segurando uma tocha, participou de todo percurso da encenação de caçada e prisão de Jesus Cristo.

Neste ano, o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), investiu R$ 260 mil na realização da Semana Santa na Cidade de Goiás pelo Programa Goyazes, com o patrocínio do grupo Equatorial Energia. O valor foi destinado para custear gastos como: limpeza, figurino, decoração, equipe de produção e acessibilidade, além de serviços de reparos e manutenção da fanfarra. 

Gracinha Caiado, que visitou os organizadores do evento na tarde de quarta-feira (27/03), ressaltou o repasse às entidades. “Todas foram atendidas. Conseguimos fazer mais roupas e aquisição de tochas e querosene. As pessoas são voluntárias, mas muitas delas são carentes. As passadeiras que trabalham, e que fariam isso mesmo se não tivessem o recurso, estão recebendo. Então, é uma alegria ver Goiás diferente”, comemorou a coordenadora do Goiás Social. 

Manifestação cultural
A Procissão do Fogaréu, realizada desde 1745 na antiga capital do estado, é uma manifestação cultural trazida pelo padre espanhol João Perestello de Vasconcelos Spíndola. A encenação reproduz a prisão de Jesus Cristo pelos soldados romanos, representados por 40 farricosos, que caminham descalços pelas ruas de pedra da cidade, com vestes longas de cores vibrantes, chapéus pontudos e segurando tochas. O evento é marcado por muita emoção por todos os espectadores. Em 2023, a festividade foi sancionada como Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado.

“Temos um recorde de investimento por parte do Governo do Estado este ano, como anunciado pelo governador Ronaldo Caiado na edição passada. É um suporte ainda maior da atual gestão”, destacou a secretária de Estado da Cultura, Yara Nunes, que reforçou a atitude como instrumento para a democratização no acesso à cultura e o respeito às manifestações tradicionais de Goiás.

Com expectativa de receber até 70 mil pessoas durante toda a Semana Santa, o prefeito da cidade de Goiás, Aderson Gouvea, comemorou os investimentos e ressaltou que o Fogaréu atrai gente de todo país. "A procissão é uma das maiores expressões culturais, que liga cultura e religiosidade. Muitas pessoas vêm pela emoção, outras pela fé e tem ainda a beleza da cidade que envolve a todos", revelou o gestor. 

Acessibilidade
Uma grande novidade neste ano da Semana Santa na cidade de Goiás é a acessibilidade. Com os recursos investidos por parte do Governo de Goiás foram contratados intérpretes de libras para as cerimônias e criadas áreas reservadas, próximas aos palcos das celebrações e atrações, destinadas ao acesso de pessoas idosas, com deficiência, gestantes e lactantes. 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://enquantoissoemgoias.com/.