19/06/2022 às 21h51min - Atualizada em 19/06/2022 às 21h51min

Governador Ronaldo Caiado participa do encerramento das Cavalhadas em Palmeiras de Goiás, que tem apoio do governo estadual

"Essa festa voltou ainda mais linda”, ressalta governador no encerramento das Cavalhadas de Palmeiras de Goiás

Festividade foi interrompida por dois anos por causa da pandemia. Tradição centenária faz parte do Circuito de Cavalhadas do Governo de Goiás e recebeu investimento de R$ 200 mil do Estado desde 2021

O município de Palmeiras de Goiás, no Oeste goiano, celebrou neste final de semana seu 114º ano de tradição das Cavalhadas. Iniciada na sexta-feira (17/06), a encenação da batalha entre mouros e cristãos teve sua conclusão neste domingo (19/06), com presença do governador Ronaldo Caiado. As festividades fazem parte do Circuito de Cavalhadas, promovido pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult). 

Para incentivar a continuidade da festa iniciada em 1908, o Governo de Goiás repassou R$ 200 mil, em 2021 e 2022, para a aquisição de vestuário para os cavaleiros, acessórios dos festejos, entre outros custeios. "Nós fizemos questão do repasse para que eles tivessem condições de estar aqui”, ressaltou o chefe do Executivo.

O governador declarou ainda que “para manter a tradição, os custos são altos” e a atual gestão valoriza a história e cultura do Estado. “Faço questão de apoiar todos os eventos turísticos e históricos de Goiás”, comentou. Além disso, Caiado elogiou a beleza das Cavalhadas: “Tivemos essa interrupção durante dois anos, mas essa festa voltou ainda mais linda”. 

O chefe do Executivo acompanhou o desfile de cavaleiros, que saiu da Praça São Sebastião para o Parque de Exposições, onde foi realizada a luta coreografada entre os dois exércitos, com 12 cavaleiros de cada lado. Durante o percurso de cerca de dois quilômetros a pé, Caiado interagiu com os moradores do município.

“O governador é um grande entusiasta da cultura goiana”, afirmou o prefeito de Palmeiras de Goiás, Vando Vitor, ao agradecer pelos investimentos no festejo que, além de ser uma tradição centenária, contribui com a economia do município e de toda a região. “Para se ter uma ideia, desde sexta-feira não tem vaga em nenhum hotel”, exemplificou.

Tradição familiar

Com apenas 12 anos de idade, Larissa Oliveira participou pela primeira vez do festejo, como porta-bandeira. Ela relatou como uma “experiência incrível, que deu frio na barriga”. A jovem disse ainda que ensaiou durante dois meses para assumir a função, uma “tradição que vem de muito tempo na família”. 

Participante assíduo do evento, o produtor rural Diego Lopes foi o Imperador das Cavalhadas neste ano. Emocionado, ele comemorou o retorno da festividade. "É uma satisfação muito grande. Meu tataravô foi cavaleiro, meu avô também, minha irmã, tias e primas foram Floripes [filha do rei mouro]. Toda a família está envolvida na paixão pelas Cavalhadas”, comentou.

Também estiveram presentes no evento os secretários estaduais César Moura (Retomada), Cristiane Schmidt (Economia) e Marcelo Carneiro (Cultura); o senador Luiz do Carmo; o deputado federal Delegado Waldir; os estaduais Cairo Salim, Dr. Antônio, Francisco Oliveira e Virmondes Cruvinel; o ex-deputado federal Daniel Vilela, além de prefeitos de regiões vizinhas
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://enquantoissoemgoias.com/.