20/06/2022 às 23h11min - Atualizada em 21/06/2022 às 00h00min

Equipes do IBGE começam pesquisa urbanística para preparação do Censo 2022

Nesta segunda (20), mais de 22 mil agentes iniciaram estudo para mapear a geografia e a infraestrutura dos municípios brasileiros.

G1 Brasil
https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2022/06/20/equipes-do-ibge-comecam-pesquisa-urbanistica-para-preparacao-do-censo-2022.ghtml

Nesta segunda (20), mais de 22 mil agentes iniciaram estudo para mapear a geografia e a infraestrutura dos municípios brasileiros. Os agentes do IBGE vão apenas observar e anotar as características de cada território
Jornal Nacional
Equipes do IBGE estão nas ruas para mais uma etapa do Censo 2022.
Censo 2022: IBGE encerra inscrições de concurso para 48,5 mil vagas de recenseador nesta quarta-feira
Sua cidade mudou muito desde o último Censo, 12 anos atrás? Tem novos bairros, novas ruas? Mais iluminação, calçadas melhores ou continua tudo do jeito como sempre foi?
De olho nessas questões, mais de 22 mil agentes do IBGE começaram a fazer, nesta segunda (20), uma grande pesquisa urbanística para mapear a geografia e a infraestrutura dos municípios brasileiros.
“Essas informações vão mostrar como é a qualidade de vida dos brasileiros no ambiente urbano, qual é a característica do local onde as pessoas vivem e onde tem carências e onde tem abundância de serviços públicos”, afirma a analista censitária Laura Cristina Cardoso.
Esse levantamento começa, nesta segunda (20), em todo o Brasil e só termina daqui a três semanas. Será um trabalho feito em silêncio, sem pergunta nem entrevista.
Os agentes do IBGE vão apenas observar e anotar as características de cada território, mapear o chão por onde as equipes vão passar. É a última fase de preparação antes do Censo começar para valer, em agosto.
Além de atualizar possíveis mudanças nos mapas de referência do Censo, os agentes coletam uma série de informações sobre as características de cada pedacinho da cidade: se a rua é asfaltada, se tem ponto de ônibus, rampas para cadeirantes, arborização.
São dez itens na pesquisa, todos anotados em tablets. O IBGE registra, inclusive, a quantidade de bueiros.
“Essa rua é uma rua com boa circulação de veículos, ponto de ônibus, como a gente pode observar aqui, também tem rampa para cadeirante, vimos alguns obstáculos também na calçada”, diz o coordenador censitário de subárea da Tijuca, Tomás Belém.
Dados que podem ajudar os governantes na elaboração de políticas públicas. Também alimentam indicadores que mostram a evolução do Brasil em compromissos internacionais assumidos pelo governo para transformar as nossas cidades em lugares mais inclusivos, sustentáveis e seguros.
Pela primeira vez, a pesquisa vai conseguir o mapeamento detalhado das ruas e vielas de todas as favelas e comunidades de áreas urbanas do Brasil. Lugares muitas vezes abandonados pelo poder público, mas que não podem ficar de fora da estatística.
“O principal é, não só o IBGE sabe que tem que ir a esses lugares, mas também a própria comunidade local requerer a presença do IBGE, pois entender que esses dados vão servir para que os gestores públicos forneçam a infraestrutura urbana, que hoje é deficitária. Então, sem conhecer a realidade desses locais, o poder público não tem como realizar as melhorias”, informa o coordenador operacional do Censo no RJ, Gabriel Barros.

Fonte: https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2022/06/20/equipes-do-ibge-comecam-pesquisa-urbanistica-para-preparacao-do-censo-2022.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://enquantoissoemgoias.com/.