Enquantoissoemgoias.com Publicidade 1200x90
17/05/2023 às 11h49min - Atualizada em 17/05/2023 às 11h49min

Setor de serviços registra quarta alta consecutiva em Goiás

Crescimento de 11,8% em março, na comparação com o mesmo mês de 2022; no acumulado do ano setor cresce 8,5%

Enquantoissoemgoias.com Publicidade 790x90

O setor de serviços, que inclui o comércio e a prestação de serviços, cresceu 11,8% em Goiás no mês de março deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado. Esta é a quarta alta consecutiva registrada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada nesta terça-feira (16/05), e confirmada pelo Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Pesquisas Socioeconômicas (IMB).

O crescimento em Goiás se deu principalmente em relação a outros serviços, que cresceram 31,2%, seguidos pelos serviços de informação e comunicação, com 15%. As atividades turísticas goianas encerraram o mês de março com um acumulado no ano de 10,8%. Por outro lado, os serviços prestados às famílias apresentaram a primeira queda no ano, de 8,2%. No entanto, no acumulado mantêm saldo positivo.


O secretário-geral de Governo, Adriano da Rocha Lima, comemora os bons resultados. “Os serviços goianos seguem apresentando aumentos significativos e as previsões para os próximos períodos são muito positivas. Goiás seguirá em busca de mais crescimento, intensificando os trabalhos para a manutenção e fomento do setor”, afirma Adriano.

No acumulado do ano, o salto foi de 8,5% em relação aos números de 2022 e, na comparação de março com fevereiro, o avanço foi de 4,2%, nono maior do país. “Esse é um dos setores de maior peso no PIB goiano”, comenta o titular da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), Joel de Sant’Anna Braga Filho.

Cenário Nacional
No país, o setor de serviços cresceu 0,9% em março de 2023 na comparação com fevereiro, fechando o primeiro trimestre do ano, perante a igual período de 2022, com acumulado de 5,8%.  No acumulado dos últimos 12 meses, o índice perdeu força, passando dos 7,8% em fevereiro para 7,4% em março, o menor resultado desde setembro de 2021 (6,8%). Já em relação a março de 2022, o setor avançou 6,3%, marcando a 25ª taxa positiva consecutiva.

Enquantoissoemgoias.com Publicidade 790x90


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://enquantoissoemgoias.com/.
Enquantoissoemgoias.com Publicidade 1200x90