Enquantoissoemgoias.com Publicidade 1200x90
17/07/2023 às 09h40min - Atualizada em 17/07/2023 às 09h40min

Governo de Goiás investe R$ 1,8 milhão no Centro de Idosos Sagrada Família

Instituição de longa permanência, em Goiânia, passa por grande reforma, que inclui Centro Dia, capela, vestiários e lavanderia. Duas casas-lares foram reconstruídas e outras 28 vão passar por obras nos próximos meses

O Governo de Goiás, por meio do Goiás Social, trabalha na reforma do Centro de Idosos Sagrada Família, em Goiânia. A obra é realizada de forma gradual para não interromper as atividades e a rotina dos 400 idosos em situação de vulnerabilidade atendidos mensalmente na unidade.

O investimento feito no Centro Dia, capela, vestiários, lavanderia, impermeabilização da cobertura da Instituição de Longa Permanência de Idosos (ILPI) e na reconstrução de duas Casas-Lares ultrapassa R$ 1,8 milhão. A previsão é de que quase R$ 2 milhões ainda sejam investidos nos próximos 24 meses na reconstrução de outras 28 Casas-Lares. 

“Nosso objetivo é oferecer mais conforto a todos que moram ou passam o dia no Sagrada Família. Esta reforma representa todo o cuidado que o governador Ronaldo Caiado tem para proporcionar qualidade de vida a nossa terceira idade. Estamos tratando de pessoas que precisam de todo o nosso carinho”, diz a presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado.

Em março do ano passado, o Governo de Goiás também entregou uma moderna e ampla reforma feita no Centro de Idosos Vila Vida, em Goiânia. O espaço atende uma média mensal de quase 800 idosos em situação de vulnerabilidade, com atividades como cozinha terapêutica, musicoterapia, hidroginástica e treinamento funcional. 

O investimento feito na Vila Vida foi de mais de R$ 1 milhão, e significou mais segurança e conforto para os moradores das 30 Casas-Lares e frequentadores do Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. “Ficamos muito felizes com o que foi feito na Vila Vida, até então com 28 anos e nunca tinha sido beneficiada com uma obra tão grande. O que fizemos lá, e agora no Sagrada Família, significa acolhimento e dignidade”, salienta Gracinha Caiado. 

Eulina Santos, de 79 anos, é uma das idosas que fica de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, no Centro Dia do Sagrada Família. No local, ela recebe cuidados básicos, participa de atividades de convívio e faz quatro refeições diárias. Tudo com o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar formada por assistente social, nutricionista, psicóloga, fonoaudióloga, fisioterapeuta, enfermeiras e cuidadoras. 

Depois da reforma, Eulina afirma que o era bom, está melhor. O Centro Dia ganhou novo mobiliário e eletrodomésticos. Os banheiros e quartos destinados ao descanso pós-almoço receberam novos equipamentos de segurança. “Todos os quartos ganharam aparelhos de ares-condicionados. Estamos mais chiques do que hotel cinco estrelas”, elogia a idosa. 

Nas Casas-Lares, outra modalidade de atendimento do Sagrada Família, quem está feliz é Loida Borges, 77 anos. A idosa faz pose para foto na frente de uma das Casas-Lares já reconstruída. “Olha como as nossas casas vão ficar lindas! Sou só gratidão ao nosso governador por nos cuidar com tanto afeto”, conta. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://enquantoissoemgoias.com/.