fbpx

Goiás tem 809 mil pessoas acima de 12 anos que ainda não receberam 1ª dose


Cerca de 809 mil pessoas aptas a receber vacina contra a covid-19 em Goiás ainda não garantiram a aplicação da 1ª dose de nenhum dos imunizantes disponíveis. Os dados são da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO) e foram atualizados nesta segunda-feira (22/11).
Até o momento, conforme a SES-GO, foram aplicadas no Estado mais de 9 milhões de doses de vacinas contra a covid-19: 5.164.509 D1, 3.865.924 D2 ou DU e 352.913 D3 (reforço). Ao todo, há 6.466.231 de cidadãos aptos a receber a vacina contra a covid-19 em Goiás – este número representa a população acima de 12 anos. Destes, segundo a SES-GO, os que ainda não iniciaram a imunização representam 12,52%.
Segunda dose
Levando em conta a população acima de 40 anos de idade em Goiás, público que já teve a vacinação liberada há mais tempo e poderia ter o esquema vacinal concluído mais cedo, cerca de 137 mil pessoas ainda não receberam a segunda dose de seus respectivos imunizantes. Este valor representa 5,4% dos habitantes com 40 anos ou mais que receberam a primeira vacina – ao todo, são 2.534.867.
Consequências do atraso na vacinação
O problema de não se completar o esquema vacinal, conforme explicam especialistas, se baseia no fato de que, com a imunização incompleta, o vírus segue com circulação intensa e, a cada vez que contamina alguém, pode ganhar características diferentes. “Ainda não é possível afirmar o tempo de proteção da vacina, se vão haver novas variantes que escapem da resposta vacinal”, explicou a infectologista Luciana Barreto em entrevista ao jornal A Redação.
Até hoje, por exemplo, são identificadas novas cepas que criam possibilidades do vírus ganhar maior poder de disseminação e até mesmo, como detalhou a especialista, “escapar” dos imunizantes. Um preprint, pesquisa que ainda não foi certificada por outros cientistas, feito por pesquisadores de universidades de países como Reino Unido, México e Brasil, aponta uma variante (B.1.628) que surge da combinação de outras duas cepas, B.1.631 e B.1.634.

Micrografia eletrônica de varredura colorida de uma célula (azul-petróleo) infectada com partículas do vírus SARS-CoV-2 (rosa), isolada de uma amostra de paciente. (Foto: Niaid)
Apesar de reconhecer o avanço, em âmbito mundial, da variante Delta, o estudo sugere disseminação “notável” da B.1.628 – registrada principalmente nos Estados Unidos e México. A pesquisa aponta ainda a ocorrência de 1.287 casos desta nova cepa na América do Norte. No entanto, não há qualquer indício de que a variante seja mais contagiosa ou mortal.


Comments

comentarios

0 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Escolha um formato
Questionário de personalidade
Série de perguntas que pretendem revelar algo sobre a personalidade
Quiz de curiosidades
Série de perguntas com respostas certas e erradas que visa verificar o conhecimento
Enquete
Votar para tomar decisões ou determinar opiniões
História
Texto formatado com incorporações e visuais
Lista
The Classic Internet Listicles
Contagem regressiva
As clássicas contagens regressivas da Internet
Lista aberta
Envie seu próprio item e vote para o melhor envio
Lista Classificada
Votar positivamente ou negativamente para decidir o melhor item da lista
Meme
Faça upload de suas próprias imagens para fazer memes personalizados
Vídeo
Youtube and Vimeo Embeds
Áudio
Incorporação de Soundcloud ou Mixcloud
Imagem
Foto ou GIF
Gif
Formato GIF