Governo vai monitorar os brasileiros através dos celulares para combater a Covid-19


Governo vai monitorar os brasileiros através dos celulares para combater a Covid-19

Medida deve durar até o fim da pandemia. Especialista destaca como vai funcionar, quais são os benefícios de tal medida e explica como evitar a superexposição

O Brasil tem mais de 220 milhões de celulares em funcionamento contra 207,6 milhões de habitantes, e todos serão monitorados pelo Governo Federal através de dados de geolocalização oferecidos pelas operadoras de telefonia. Anúncio foi feito no dia 2 de março pelo Ministro de Ciência e Tecnologia Marcos Pontes, que afirmou que tal medida visa, exclusivamente o combate à Covid-19.

Os dados de monitoramento não identificarão as pessoas, apenas sua localização para controle da pandemia através da análise de migração do vírus. De acordo com a Head de Proteção de Dados e LGPD do Gyntec Academy, a advogada especialista em Direito Digital pela Universidade da Califórnia (UC Berkeley), Mariana de Costa Mesquita Correa, explica que a tecnologia é muito importante nesse período de pandemia.

“Entendo que as pessoas estejam receosas com relação à invasão de privacidade, mas não podemos esquecer que também temos direito à vida. Esse tipo de monitoramento só funciona em estados democráticos onde existem instituições fiscalizadoras que funcionam, como é o caso do Brasil, explica Mariana.

A In Loco, empresa que armazenará os dados, criou o Índice de Isolamento Social que mostra o percentual, por estado, da população que está cumprindo com a medida, mas que as informações coletadas serão deletadas quando a situação de emergência acabar.

A especialista lembra que existem instituições capacitadas e com dever funcional para fiscalizar a coleta e uso desses dados pelo Governo, como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Ministério Público (MP). “As próprias empresas que fornecerão os dados devem fazer esse controle e prestar contas. É um equilíbrio que só será alcançado se todas as instituições estiverem funcionando”, frisa.

Como evitar minha superexposição?

Mariana ressalta que se uma pessoa tem um celular já é monitorada. “No Google, por exemplo, existe uma ferramenta que armazena todas as informações a seu respeito, como o trajeto que você faz, o local que você parou e as pesquisas que realizou, por exemplo”, diz.

O monitoramento, segundo a advogada, pode ser detectado em pequenos acontecimentos, como quando se faz um comentário sobre um determinado assunto e posteriormente se acessa a rede social está lá, o mesmo assunto na primeira página. “Isso acontece porque esses assistentes virtuais de busca precisam ‘ouvir’ o tempo todo para que quando os chamarmos, eles possam nos atender”, explica.

Mas existem meios para diminuir a superexposição, segundo Mariana, como alterar a configuração de privacidade nos aplicativos e celulares. Ela explica que no site do Google (https://myactivity.google.com/myactivity) você pode gerenciar o tempo que suas informações ficam armazenadas. “Mesmo tomando medidas para evitar a superposição você ainda será monitorado pelo Governo, e ao desabilitar o armazenamento você não recebe novidades ou promoções. Cabe cada um decidir o que é melhor para si”, frisa a advogada.


0 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comments

comentarios

Share via
Escolha um formato
Questionário de personalidade
Série de perguntas que pretendem revelar algo sobre a personalidade
Quiz de curiosidades
Série de perguntas com respostas certas e erradas que visa verificar o conhecimento
Enquete
Votar para tomar decisões ou determinar opiniões
História
Texto formatado com incorporações e visuais
Lista
The Classic Internet Listicles
Contagem regressiva
As clássicas contagens regressivas da Internet
Lista aberta
Envie seu próprio item e vote para o melhor envio
Lista Classificada
Votar positivamente ou negativamente para decidir o melhor item da lista
Meme
Faça upload de suas próprias imagens para fazer memes personalizados
Vídeo
Incorporação no Youtube, Vimeo ou Vine
Áudio
Incorporação de Soundcloud ou Mixcloud
Imagem
Foto ou GIF
Gif
Formato GIF