Notícias

Se reeleito, Mendanha planeja construir 3 mil casas populares em Aparecida

Fonte: A Redação

Candidato à reeleição em Aparecida de Goiânia, o prefeito Gustavo Mendanha (MDB) incluiu em seu plano de governo a construção de 3 mil moradias populares caso seja reeleito. A ideia é estabelecer parcerias com o governo federal, por meio do Programa Casa Verde e Amarela, para entregar o benefício habitacional às famílias de baixa renda.

O bom trânsito de Gustavo Mendanha em Brasília pode cooperar com a viabilização de convênios com o governo federal e também com outra proposta do candidato para a habitação: a de ocupar os vazios urbanos em Aparecida com empreendimentos habitacionais compatíveis com o perfil imobiliário da região. Para tanto, a administração municipal vai diagnosticar e catalogar esses vazios urbanos.

“Nos últimos anos, Aparecida foi beneficiada por muitos programas do MDB para a habitação, até porque essa é a essência do partido, de pensar no social, no bem-estar das pessoas. E nós, claro, queremos continuar promovendo o acesso das famílias de baixa renda à casa própria, que é, sem dúvida, uma das maiores conquistas da nossa vida enquanto cidadãos”, diz Gustavo.

O emedebista quer repetir e aprimorar a transparência nos processos seletivos que oferecem moradias populares. Segundo o plano de governo, se reeleito Gustavo promoverá na Prefeitura de Aparecida a efetiva participação popular e controle social nos programas e projetos habitacionais. Mendanha já fez isso na atual gestão, com o sorteio eletrônico das 832 famílias hoje beneficiárias dos apartamentos populares do Residencial Buriti Sereno, numa parceria do município de Aparecida com o governo estadual e a Caixa Econômica Federal.

Num convênio firmado também entre a Prefeitura de Aparecida, o governo estadual e a Caixa, a administração de Gustavo Mendanha no município foi responsável pelo lançamento das obras de construção de 208 apartamentos populares no Residencial Agenor Modesto I. O condomínio vertical fica localizado no Parque Itatiaia, em frente ao Campus do Instituto Federal de Goiás (IFG), bem próximo ao Hospital de Urgências de Aparecida (Huapa) e à UEG.

Histórico
Antecessor de Gustavo na Prefeitura de Aparecida, Maguito Vilela (MDB) também promoveu um marco na expansão habitacional no município com a entrega, junto com o governo federal, do Residencial Águas Claras, localizado no setor Jardim Belo Horizonte. O conjunto com 336 apartamentos de dois quartos beneficiou milhares de aparecidenses de famílias de baixa renda, que passaram a ter casa própria e endereço fixo, exercendo assim a sua cidadania.

As duas gestões de Maguito em Aparecida foram responsáveis também pela entrega de 73 casas para a comunidade quilombola urbana moradora da cidade. Construído na Vila Delfiori, o conjunto habitacional deu destaque nacional à Aparecida por ter sido o primeiro município a oferecer casa própria a descendentes quilombolas no meio urbano. A obra foi executada numa parceria entre a Prefeitura de Aparecida, ONG Associação Goiana de Atualização e Realização do Cidadão e governo federal, através do Fundo de Desenvolvimento Social e do programa Minha Casa Minha Minha Vida.

Enquanto prefeito, Maguito Vilela entregou casas ainda no Retiro do Bosque. Foram 64 residências, destinadas a famílias da Cooperativa de Catadores de Papel de Aparecida de Goiânia (Coocap) que moravam próximo ao Aterro Sanitário municipal. Os beneficiários deixaram os barracos improvisados naquela região e se tornaram proprietários de moradias de dois quartos, cozinha americana, sala e banheiro.

Faça um comentário

Faça seu comentário

Empório
To Top