Saúde

Hospital das Clínicas UFG inaugurou nesta segunda-feira, dia 28 de dezembro, Ala Lourival Louza

Grupo Flamboyant foi o responsável por doar mais de R$ 2 milhões em equipamentos médicos, com cerca de 60 leitos para internação, nova ala homenageia o nome de Lourival Louza, fundador do grupo

A Universidade Federal de Goiás (UFG) e o Grupo Flamboyant realizaram nesta segunda-feira, dia 28 de dezembro, a solenidade de inauguração da Ala Lourival Louza, no novo prédio do Hospital das Clínicas UFG, gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). A cerimônia contou com a participação de acionistas do Grupo Flamboyant, gestores da UFG, do HC e da Ebserh. Na oportunidade também foram apresentados alguns dos leitos da nova ala, instalada no 15º andar do prédio.

A doação realizada pelo Grupo Flamboyant possibilitou equipar uma ala composta por 60 leitos. Foram investidos R$ 2 milhões e 300 mil reais em equipamentos. Uma parte desses leitos já está sendo utilizada pelo Hospital. A ala tem o nome Lourival Louza, em homenagem ao fundador do Grupo Flamboyant.

Os itens foram adquiridos pelo próprio Grupo Flamboyant sob o auxílio técnico da superintendência do HC-UFG, que também validou as especificações dos itens apresentados pelos fornecedores. Alguns itens já estão sendo utilizados pelo Hospital como aspiradores cirúrgicos, eletrocardiógrafo, termômetros infravermelhos e ventiladores pulmonares. Os demais itens começaram a ser utilizados após a inauguração do prédio, em 14 de dezembro.

Grupo Flamboyant – a doação de recursos para equipar uma ala do novo Hospital das Clínicas (HC-UFG) é o projeto mais recente e materializa o desejo do grupo empreendedor de também contribuir com a comunidade através de pilares como educação, saúde e ciência.

Responsabilidade social
Dando continuidade ao legado de Lourival Louza, a família que administra o Grupo Flamboyant continua a perpetuar os valores que cercaram a trajetória de vida do empresário, que sempre defendeu o humanismo, empreendedorismo, inovação, excelência e planejamento.
Natural de Silvânia-GO, Lourival Louza (1915 – 2004) fundou o Grupo Flamboyant e em sua trajetória de vida participou de importantes ações desenvolvimentistas, entre elas, a fundação da Cooperativa dos Produtores Agropecuários do Estado de Goiás, a fundação da Sociedade Goiana de Pecuária e do Banco Agropecuário de Goiás.

“A urbanização planejada de Goiânia era um pilar de atuação bastante defendido por ele, que fundou o Jardim Goiás. É um dos primeiros bairros planejados da capital e ainda hoje segue fomentando a construção e consolidação de importantes empreendimentos que chegam à cidade”, lembra a acionista do Grupo Flamboyant Emmanuele Louza.

A visão de futuro do empresário, que fez inúmeras doações a instituições filantrópicas e entidades públicas, também é lembrada por outra acionista da empresa, Alessandra Louza. “Ele estava sempre disposto a contribuir e hoje, Goiânia conta com espaços importantes, cujas áreas foram viabilizadas por ele. Citamos o Sanatório Espírita Batuíra, Colégio Assunção, Autódromo Internacional de Goiânia, parte da área do Estádio Serra Dourada, Centro Cultural Oscar Niemeyer, Academia Goiana de Direito dentre outros espaços. A doação da área que hoje abriga o Parque Flamboyant – Lourival Louza também foi uma iniciativa defendida em vida por ele”, explica Alessandra.

Isadora Louza, que também é acionista da empresa, destaca o sentimento de gratidão que o Grupo Flamboyant tem por Goiânia e a satisfação da empresa em participar ativamente de ações que fazem diferença na comunidade. “Está na nossa essência o compromisso de defender e promover iniciativas sociais, ambientais, urbanísticas e culturais. Entendemos que essa doação não só reforça pilares que acreditamos como educação, saúde e ciência, mas principalmente, será capaz de incentivar outras empresas a contribuírem com uma instituição nobre e sustentável que é o Hospital das Clínicas”, posiciona a acionista.

O superintendente do Hospital das Clínicas da UFG, professor José Garcia Neto ressaltou que se trata de uma iniciativa pioneira no Estado. “Diferente do que ocorre em grandes centros, é bastante comum empresas adotarem alas hospitalares. Em Goiás é a primeira vez que temos um aporte de instituição privada em apoio a um hospital escola e essa visão inovadora merece ser reconhecida”, celebrou o professor durante o descerramento da placa instalada no 15º andar.

Faça um comentário

Faça seu comentário

To Top