Turismo

Goiás é destaque na formalização de prestadores turísticos no País

Aumento de registros no Cadastur chega a 175%, em 2020. Resultado se deve a trabalho de sensibilização realizado pelo Governo de Goiás, por meio da Goiás Turismo

O Estado de Goiás alcançou, durante o ano de 2020, o primeiro lugar no ranking de novos registros e renovações de cadastros de prestadores turísticos no País. Segundo balanço do Ministério do Turismo, o Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur) alcançou uma marca histórica no ano passado. Foram 20 mil novos registros realizados no Brasil, e Goiás se destacou nesse período com 3.494 novos cadastros, número 175% maior que em 2019. Atualmente, o Estado contabiliza 4.648 registros de empresas e pessoas físicas.

O Cadastur é o sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam -lano setor de Turismo. Ele garante que os profissionais e as empresas trabalhem na legalidade, o que dá segurança ao viajante. A inscrição é obrigatória para meios de hospedagem, agências de Turismo, transportadoras e acampamentos turísticos, organizadoras de eventos, parques temáticos e guias de turismo.

No caso das empresas de Turismo, isso significa que elas estão legalmente instituídas. Já no caso dos guias de Turismo, fundamentais para uma viagem mais proveitosa, comprova que esses profissionais passaram por uma formação para poder acompanhar e orientar os turistas.

Para o presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, saber o número de empresas formais no Estado é fundamental, porque isso impacta nas linhas de crédito, nas parcerias e no diagnóstico da realidade de meios de hospedagem, bares e restaurantes de Goiás. “Essas informações são essenciais para fazer política pública”, afirmou.

Segundo a coordenadora do Cadastur da Goiás Turismo, Sandra Vital, o resultado se deve ao trabalho de sensibilização da autarquia, realizado junto aos prestadores, para que regularizassem os seus cadastros. Além disso, ele é requisito obrigatório para se pleitear os créditos operacionalizados pela GoiásFomento e para adesão ao Selo Turismo Responsável, do Ministério do Turismo, que comprova a adoção dos protocolos sanitários pelos empreendimentos.

O cadastro é totalmente on-line e gratuito – tanto a inscrição quanto a renovação – e tem validade de dois a cinco anos, dependendo da atividade. O registro abre vantagens e oportunidades aos cadastrados e é uma importante fonte de consulta para o turista

Faça um comentário

Faça seu comentário

To Top