30/03/2024 às 15h46min - Atualizada em 30/03/2024 às 15h46min

HGG conquista selo ‘UTIs Top Performer’ em 2024

Hospital do Governo de Goiás segue na lista das principais UTIs do Brasil, demonstrando trabalho de excelência e compromisso com a saúde dos usuários do SUS

O Hospital Estadual Alberto Rassi (HGG) comemora a manutenção do selo ‘Top Performer’ pelo segundo ano consecutivo, destacando-se entre as principais unidades de terapia intensiva (UTIs) do Brasil. A certificação, concedida pelo Projeto UTIs Brasileiras, da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (Amib), reconhece a alta eficiência da unidade no cuidado dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Desde 2016, a parceria entre a Epimed e a Amib tem premiado UTIs de todo o Brasil que se destacam pela excelência e eficiência no atendimento aos pacientes críticos. O certificado ‘Top Performer’ é atribuído às unidades que alcançam os melhores resultados clínicos e utilizam os recursos de forma eficiente, demonstrando excelência e qualidade no cuidado.

Entre os hospitais da Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO), o Centro Estadual de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (Crer) também detém essa certificação. “Esse selo é concedido a poucas UTIs públicas no país e no estado de Goiás, o que reforça o compromisso que temos com a excelência, eficácia e eficiência no uso de recursos públicos”, celebra o secretário Rasível Santos, parabenizando as equipes envolvidas.

Diretor técnico interino do HGG, o médico Guilherme Carvalho enfatiza a importância da conquista para toda a equipe de enfermagem e multiprofissionais da instituição. “A conquista do selo Top Performer coloca a UTI do HGG em destaque, ao lado de renomadas instituições de saúde do país, como o Sírio Libanês e o Albert Einstein. Temos orgulho em oferecer um serviço de excelência aos pacientes do Sistema Único de Saúde, demonstrando o compromisso com a qualidade no atendimento intensivo”, declarou.

O coordenador-geral do Centro de Terapia Intensiva (CTI), Marcelo Rabahi, enfatizou que a UTI é um ambiente com alta rotatividade de pacientes, muitos em estado grave e com risco de morte elevado. No entanto, cada vez mais a UTI tem se tornado um lugar de vida, e não de morte. “Todo o esforço realizado no CTI é essencial para garantir uma avaliação contínua dos resultados obtidos. Os índices de alta com recuperação dos pacientes, baixa taxa de infecções na unidade e redução no número de óbitos são indicadores que demonstram uma performance positiva.”

Rabahi reforça que a Associação de Medicina Intensiva Brasileira tem se dedicado nos últimos anos a avaliar os resultados de diversas UTIs com base nos programas de cuidados adotados, permitindo uma avaliação rápida e eletrônica dos resultados obtidos por essas unidades. “O CTI do Hospital Estadual Alberto Rassi, nosso HGG, tem se mantido como um Top Performer, recebendo essa certificação ano após ano. Isso reflete o comprometimento e a seriedade do trabalho realizado na instituição. Não basta apenas receber o selo, é necessário mantê-lo ano a ano, o que representa um reconhecimento pelo esforço dedicado aos usuários do SUS”, finaliza.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://enquantoissoemgoias.com/.