Enquantoissoemgoias.com Publicidade 1200x90
16/06/2021 às 17h05min - Atualizada em 16/06/2021 às 17h05min

“Questão de horas”, diz titular da SSP-GO sobre captura de Lázaro

Polícia afirma que ele está "cansado e acuado" “Acredito que é questão de horas, no máximo dias, para a gente tirar esse sujeito daqui”, afirmou nesta quarta-feira (16/6) o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, sobre as buscas por Lázaro Barbosa Sousa. Ele coordena a operação que há oito dias tenta capturar o suspeito de matar quatro pessoas de uma mesma família em Ceilândia (DF), no dia 9 de junho, e cometer outra série de crimes nas redondezas de Cocalzinho (GO).

Lázaro tem se escondido em uma área de mata. As forças de segurança concentram as buscas em um raio de 10 quilômetros. São pelo menos 200 policiais, de Goiás e do Distrito Federal. Em coletiva de imprensa nesta manhã, Rodney explicou que pesa contra o suspeito a dificuldade para conseguir alimento. “Ele está cansado e acuado. Cansado e acuado, fica mais perigoso, mas mais suscetível à nossa chegada. Ontem ficamos muito perto dele. Hoje vamos pegar”, assegurou. A fala do secretário refere-se à ação realizada na terça-feira (15), quando um cerco policial conseguiu localizar Lázaro às margens de um rio, com três reféns. Houve troca de tiros e um policial militar acabou baleado. Ele foi socorrido e encaminhado ao Hospital Estadual de Urgências de Anápolis (Huana), e passa bem. “Tudo indica que [Lázaro] ficou na mesma região que a gente tinha delimitado. Parece que agora cedo ele andou se movimentando, mas nós estamos no encalço dele”, disse. Rodney reiterou a alta periculosidade do criminoso e a tendência de praticar rituais. Ele disse que as três pessoas resgatadas na terça-feira tiveram as vidas salvas pela polícia. “Quando ele quer fazer alguma maldade, como ontem, [a tendência é ir] para a beira do rio”, explicou. As forças policiais que atuam nas buscas também têm orientado a população que mora nas redondezas quanto aos cuidados a serem tomados. Isso porque uma das características de Lázaro é invadir residências rurais. "Já visitamos todas propriedades, deixamos contatos. Orientamos que aqueles que não precisam pernoitar ou ficar o dia todo, que se retirem. Aqueles que precisam, a gente tenta manter a polícia o mais próximo possível para evitar novas vítimas." O titular da SSP-GO também informou que conseguiu, junto ao Exército, alguns rádios cuja frequência funciona dentro da mata fechada - o que facilitará a comunicação entre os policiais que estão na linha de frente. “Não vamos sair daqui enquanto não achá-lo, e não vamos sair daqui também e deixar desguarnecida a nossa população”, comentou Rodney. Fonte: A Redação


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://enquantoissoemgoias.com/.