16/06/2022 às 19h59min - Atualizada em 16/06/2022 às 19h59min

Em Anápolis: Pai de autista liga chorando para delegacia após ofensas de influencer

Larissa Rosa fez vídeo zombando de vagas exclusivas de estacionamento para pessoas com autismo em um shopping de Goiânia. PCGO investiga

O pai de uma criança autista ligou chorando e indignado para o delegado Joaquim Adorno, em Goiânia, após a divulgação do caso da influenciadora e maquiadora Larissa Rosa. Ela gravou um vídeo, na terça-feira (14/6), zombando de vagas exclusivas de estacionamento para pessoas autistas em um shopping da cidade.

Segundo o delegado, o homem cobrou por investigação sobre o ocorrido. Larissa aparece nas imagens dizendo coisas, como: “Gente, olha isso aqui. Agora, tem vaga exclusiva, vaga exclusiva, para autista. Cara, o mundo está muito difícil. Quero saber quando vai ter vaga para gordo estressado”.

A maquiadora escreveu ainda: “A vaga é tão colorida que achei que era para ‘viado’. Vaga para mim nunca tem”. Ela divulgou o vídeo para os melhores amigos do Instagram.

Joaquim Adorno é delegado titular do Grupo Especializado no Atendimento às Vítimas de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Geacri) e está à frente do caso.

O vídeo de Larissa, além da indignação, comoveu muitos pais e familiares de pessoas com autismo. Segundo o delegado, o pai que ligou na delegacia confessou que chorou copiosamente quando viu as imagens. Até então, cinco pessoas e associações de autistas já denunciaram a influenciadora.


 

Larissa aparece no vídeo ao lado mãe, Vânia Rosa. As duas são moradoras de Anápolis, a 55 Km de Goiânia, e ainda serão intimadas para interrogatório.

Adorno explicou que a conduta da influenciadora está prevista como crime no artigo 88, parágrafo 2º, do Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei 13.146/2015). Além disso, ele é agravado pelo fato de ela ter divulgado nas redes sociais.

O delegado aponta que será importante, ainda, ouvir as pessoas que se sentiram afetadas pela conduta de Larissa, pois ajudará a materializar o sofrimento coletivo causado.

Pelas redes sociais, Rosa divulgou uma nota se desculpando pelo ocorrido. Ela diz que se desesperou, inicialmente, com as inúmeras mensagens que recebeu, diante da repercussão gerada, mas que refletiu sobre o que fez.

“Decidi vir, através dessa nota, pedir as mais sinceras desculpas pelos acontecimentos que estão repercutindo nas últimas horas. Me desesperei inicialmente com a repercussão da situação e com um bombardeio de mensagens revoltadas (com razão).

Agora, entendo que a forma que me senti com esse turbilhão ainda não chega perto do que muitas mães e outros grupos sentiram ao ouvir as palavras infelizes que pronunciei.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://enquantoissoemgoias.com/.