20/08/2022 às 23h52min - Atualizada em 20/08/2022 às 23h52min

Goiás vence no Mineirão e complica situação do Atlético-MG no Brasileirão

Pedro Raul marcou único gol da partida

Diante de mais de 31 mil pagantes, o Goiás aprontou para cima do Atlético-MG e venceu por 1 a 0, no Mineirão, neste sábado, na abertura da 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Pedro Raul marcou o único gol da partida. A vitória faz a equipe goiana respirar e ficar um pouco mais distante da zona de rebaixamento. O Goiás, que não ganhava fora de casa há sete partidas, chego uaos 29 pontos e está na 11ª colocação.

Já o Atlético-MG, que saiu vaiado, viu a crise aumentar. Nos últimos 40 dias foi eliminado da Copa do Brasil, da Libertadores, e agora ainda acumula cinco jogos seguidos sem ganhar como mandante - a última vez que venceu foi contra o Emelec, dia 5 de julho. Com 35 pontos, está em sétimo lugar, 13 a menos que o líder Palmeiras, que ainda jogará nesta rodada.

O primeiro tempo foi praticamente um jogo de uma equipe só. Os anfitriões deram 10 chutes (três no gol) contra um dos visitantes, este bem longe do gol. O Atlético-MG fez Keno e Pavon alterarem suas posições no ataque, o que deu trabalho à zaga goiana. Hulk, porém, não conseguiu se livrar da marcação.

No segundo tempo, o Goiás aproveitou uma falha da zaga atleticana para fazer o gol e, depois, tratou de segurar a pressão. Cuca fez várias alterações no ataque e até tirou Hulk e Keno para arrancar o empate. "Foi uma vitória gigante, um dos melhores elencos do país", afirmou Pedro Raul, ao final da partida, ao canal Premiere. O primeiro lance de perigo do jogo aconteceu aos seis minutos. Arana cruzou da esquerda e Keno cabeceou para boa defesa de Tadeu.

Aos 17, Pavon entrou na área pela direita e ficou à frente do goleiro Tadeu, mas preferiu tocar para trás e acabou dando a bola para um rival. Aos 22, Zaracho por pouco não marcou um golaço após receber lançamento de direita de Mariano, o meia, de lado para o gol, acertou um voleio e a bola raspou na trave direita de Tadeu.

Keno, aos 35, voltou a dar trabalho, mas agora vindo da esquerda, entrou na área e chutou bem perto do ângulo esquerdo do gol alviverde. No intervalo, Pavon foi substituído por Alan Kardec para dar mais liberdade para Hulk, que até então estava mais fixo no meio da área. Aos 2, Auremir trombou contra a trave do gol atleticano. Aos 3, o Goiás acertou o seu primeiro chute ao gol e, aos 5, Vinicius aproveitou uma falha de Mariano e cruzou para Pedro Raul, que recebeu livre no meio da área. Foi o 12º gol do atacante no Brasileiro.

Ele já é o vice-artilheiro da competição. Preocupado, Cuca fez duas substituições mudando o ataque, aos 34 minutos: Hulk deu lugar a Sasha e Rubens entrou na vaga de Keno. As alterações fizeram o Atlético-MG ficar mais ofensivo com Ademir correndo bastante pela direita. Aos 40, Kardec acertou um chute no travessão após cruzamento de Arana. Mas depois o Atlético-MG não conseguiu passar pela marcação goiana.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-MG 0 X 1 GOIÁS

ATLÉTICO-MG - Everson; Mariano (Pedrinho), Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Zaracho, Nacho Fernández (Ademir) e Pavon (Alan Kardec); Keno (Rubens) e Hulk (Eduardo Sasha). Técnico: Cuca.

GOIÁS - Tadeu; Maguinho, Caetano, Reynaldo (Danilo Cardoso) e Hugo (Caio); Auremir, Matheus Sales (Lucas Halter), Diego (Apodi) e Dadá Belmonte; Vinicius e Pedro Raul (Nicolas). Técnico: Jair Ventura.

GOL - Pedro Raul, aos 5 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP).

RENDA - R$ 989.515,65.

PÚBLICO - 31.650 pagantes.

LOCAL - Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

(Agência Estado)
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://enquantoissoemgoias.com/.