14/09/2022 às 14h11min - Atualizada em 14/09/2022 às 14h11min

Aluno da rede pública estadual de Goiás é vice-campeão brasileiro nos Jogos da Juventude

Mesmo lesionado, Max Gabriel conquistou prata em uma das modalidades de luta. Esta é a nona medalha dos participantes goianos na competição, que é organizada pelo Comitê Olímpico Brasileiro

O aluno da rede pública estadual de Goiás Max Gabriel trará medalha de prata no retorno dos Jogos da Juventude 2022, realizados em Aracaju (SE). Natural de Chapadão do Céu, ele representou Goiás na modalidade wrestling juvenil masculino, categoria 80 kg, estilo livre. A final foi disputada contra o amazonense Ronal Dante, que levou o ouro. 

Estudante do Colégio Estadual Rui Barbosa, da coordenação regional de Educação de Inhumas, Max chegou aos Jogos da Juventude parcialmente curado de uma lesão na região das costelas. Na disputa da semifinal, travou um duro combate contra o cearense Klayton Ferreira, repetindo a lesão. Max Gabriel dominou a luta, ganhando a vaga para a final. 

“Os meus pontos na competição foram a força e a agilidade. Minhas entradas de pernas e double legs funcionaram bem nos adversários. Infelizmente, estar com lesão foi desafiador. Mas consegui me sobressair mesmo assim”, comemorou o atleta. 

“Max chegou muito bem treinado e focado no torneio. E em nenhum momento deixou se abalar por influências externas. Seu maior adversário foi a lesão”, lembrou o técnico da delegação goiana de Wrestling, Adriano Bispo Araújo (Jaba).

De acordo com o técnico Jaba, por cautela o atleta resolveu não disputar a prova no estilo greco-romano, na segunda-feira (12/09). Agora Max se dedicará à recuperação integral da lesão muscular para disputar o sub-20 do wrestling e também focar no jiu-jitsu, modalidade que pratica há mais tempo. 

Início na Luta Olímpica
Em 2019, Max incluiu em suas habilidades de lutas a modalidade wrestling. No mesmo ano, participou do primeiro campeonato nacional na carreira, levando ouro nos estilos livre e greco-romano nos Jogos da Juventude 2019. 

Após um período de quase dois anos, em função da pandemia, o mesmo campeonato foi retomado. “Meu retorno foi aqui no nacional, pois não tive competições por dois anos devido à pandemia do Covid-19. Encerrei com chave de ouro, com o pódio, meu último campeonato na etapa juvenil”, celebra Max Gabriel. 

Iniciado no dia 2 de setembro, o evento esportivo é organizado pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e recebeu mais de 4 mil inscrições de alunos-atletas em 16 modalidades.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://enquantoissoemgoias.com/.