fbpx

Abadiânia completa 68 anos e aposta no desenvolvimento do turismo às margens do Lago Corumbá IV*


0
1 compartilhar

Em novo momento, a cidade tem fomentado o turismo náutico por meio dos empreendimentos às margens do lago

A cidade de Abadiânia celebra 68 anos neste dia 20 de outubro. De terra fértil para a exploração agrícola e pastoril presentes às margens do Rio Capivari e Córrego Caruru, a cidade foi povoada pelos habitantes de Corumbá de Goiás e de Minas Gerais, em 1874.

Dona Emeremciana, foi a primeira moradora e responsável por estar à frente das festividades religiosas após a construção de capela em louvor à santa. Ela recebeu em 1895 a doação de terrenos para o primeiro patrimônio, que recebeu o nome de “Posse”, em virtude do ato de posse. Já em 31 de dezembro de 1943 o povoado passou à condição de distrito do município de Corumbá de Goiás, tornando-se oficialmente Abadiânia em louvor à Nossa Senhora da Abadia, somente em 2 de janeiro de 1944. A cidade foi emancipada alguns anos depois, em 20 de outubro de 1953.

Atualmente tem uma população de quase 21 mil habitantes, com PIB Per Capita (2018) de R$ 16.132,95, que aposta no desenvolvimento turístico às margens do Lago Corumbá IV, localizado no importante eixo econômico Goiânia-Brasília. De acordo com o prefeito de Abadiânia, José Diniz, o desenvolvimento do lago tem sido muito importante ao estimular a economia da cidade por meio do turismo: “Com a arrecadação que o município está tendo através dos empreendimentos estamos conseguindo nos reerguer após o déficit que tivemos com a Casa Dom Inácio de Loyola, por conta do João de Deus”.

Segundo o prefeito, a expectativa é que com a ascensão do lago haja maior geração de empregos: “Temos visto uma movimentação maior em nossa cidade. Nosso objetivo principal é que possamos fomentar mais o turismo da região, fazer mais eventos em meio a natureza e acreditamos que, com esses empreendimentos às margens do lago, traga mais desenvolvimento para nosso município”.

Com a construção da Usina Hidrelétrica Corumbá IV, Abadiânia passou a ter 27,39 km² dos 173 km² da área alagada pelo reservatório da usina e agora volta seus investimentos ao desenvolvimento de projetos focados no turismo de aventura e lazer em parceria com a iniciativa privada. Empreendedores tem despertado o interesse na região, que está se consolidando como destino de segunda moradia e veraneio.

Abadiânia está entre as cidades que possuem participação territorial no lago, com 12 empreendimentos que já adquiriram licenciamento ambiental. Um deles é o Escarpas Eco Parque, a 105km de Goiânia, 130Km de Brasília e a 60km de Anápolis.

O empreendimento está dividido em 500 lotes de 500m² a 2.500m², cuja área mínima construída deve ser de 100m². Oferece aos futuros moradores, ambiente propício para ecoaventura, marina, clube e condomínio ecológico em um só lugar. Com praticamente todos os lotes já comercializados em três etapas de venda , a previsão para que as obras do complexo sejam totalmente concluídas é até março de 2024.

O Escarpas Eco Parque tem promovido a geração de empregos através da mão de obra especializada e terá um ciclo contínuo, já que após a comercialização dos loteamentos, haverá construção e manutenção dos imóveis, movimentando a economia local: “No caso do Escarpas, trata-se de um projeto que vai engrandecer muito toda a região. A sociedade já percebeu que são os empreendimentos que dão dinamismo à economia e trazem o progresso, valorizando o lugar e gerando empregos”, destaca o empresário Leandro Daher, diretor da Tropical Urbanismo, uma das incorporadoras envolvidas no projeto.

Saiba mais

Embora atualmente um dos principais pontos turísticos de Abadiânia seja o Lago Corumbá IV, a cidade ficou conhecida internacionalmente por sediar a Casa de Dom Inácio de Loyola, onde João Teixeira de Faria, o “João de Deus” realizava suas cirurgias espirituais sem anestesia. O declínio das atividades econômicas na cidade foi consequência do escândalo que envolveu o nome do líder espiritual e afastou os visitantes.

Dividida ao meio pela BR-060, a cidade tem o equilíbrio de ter de um lado hotéis, pousadas e restaurantes e o outro os turistas podem contemplar a calmaria e a natureza oriundas de uma cidade interiorana.


Comments

comentarios

0 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Escolha um formato
Questionário de personalidade
Série de perguntas que pretendem revelar algo sobre a personalidade
Quiz de curiosidades
Série de perguntas com respostas certas e erradas que visa verificar o conhecimento
Enquete
Votar para tomar decisões ou determinar opiniões
História
Texto formatado com incorporações e visuais
Lista
The Classic Internet Listicles
Contagem regressiva
As clássicas contagens regressivas da Internet
Lista aberta
Envie seu próprio item e vote para o melhor envio
Lista Classificada
Votar positivamente ou negativamente para decidir o melhor item da lista
Meme
Faça upload de suas próprias imagens para fazer memes personalizados
Vídeo
Youtube and Vimeo Embeds
Áudio
Incorporação de Soundcloud ou Mixcloud
Imagem
Foto ou GIF
Gif
Formato GIF