Notícias

Em fase de revitalização, Parque Cascavel pode voltar a ser opção de lazer em Goiânia

Fazendo divisa com alguns bairros, entre eles o Parque Amazônia, Vila Rosa e Jardim Atlântico, o Parque Cascavel já foi um dos lugares mais queridos de Goiânia por quem buscava bons momentos de sossego. No entanto, já faz algum tempo que os moradores da região reclamam da falta de segurança e do descuido dos órgãos públicos com o parque.

Em reforma desde novembro do ano passado, a esperança é de que o lugar volte a ser tão bonito quanto era antes e comece a atrair mais visitantes. A conclusão das obras estava prevista para setembro deste ano, no entanto, não aconteceu. Recentemente, o lago do local precisou ser esvaziado para conter assoreamento, o que infelizmente, resultou na morte de vários peixes que viviam ali.

Em todo caso, a reforma continua e a população da cidade ainda espera ver um parque completamente revitalizado e que se transforme em mais uma opção de lazer para Goiânia.

Parque Cascavel: um pouquinho de sua história

Em fase de revitalização, Parque Cascavel pode voltar a ser opção de lazer em Goiânia

Criado pela Lei nº 7.884, de 1 de maio de 1999, o Parque Cascavel é uma importante unidade de conservação da cidade, com área de 385.808,70 metros quadrados. Sua área, no entanto, se transformou em um parque no ano de 2008, após parceria entre o setor o público e privado.

Junto a empresas construtoras, a Prefeitura de Goiânia apresentou um projeto de ocupação do fundo de vale do Córrego Cascavel. Foi assim que nasceu um dos parques mais bonitos da capital e que até pouco tempo, contava com diversas opções de lazer para a família goianiense.

Era possível encontrar um enorme lago e um charmoso bosque no parque. Sem contar que ainda tinha estação de ginástica e playground para a garotada se divertir. Entre seus elementos naturais, está a nascente do Córrego Cascavel, que atravessa a mata e vai ganhando forma até compor o lago do lugar.

Foto: Reprodução/ G1

Os visitantes que resolviam aproveitar suas tardes por ali, podiam se deslumbrar com diversas plantas e árvores de nosso cerrado. Bons exemplos são: Ipê, Angico, Jatobá, Embaúba, Buriti, Mutamba, Pindaíba do Brejo, Marmelada, Pau D’óleo, dentre tantas outras.

Vale lembrar que alguns animais silvestres ainda podem ser encontrados no Parque Cascavel, como o macaco guariba, o mico estrela, morcegos e outros pequenos mamíferos e anfíbios.

Para fugir da rotina e esquecer a correria do dia a dia, o parque já foi um lugar bastante agradável e tranquilo. O número de visitantes nunca foi realmente alto, o que proporcionava bons momentos de lazer para aqueles que buscavam por calmaria.

Processos de revitalização

Foto: Reprodução/ Goiânia no Coração do Brasil

Embora ainda receba uma ínfima parcela de visitantes, o parque se encontra em situação de reforma e por isso sua estrutura está ainda mais abalada. Uma das principais reclamações é a de que o lugar não tem vida e acaba amedrontando quem passa por ali.

Moradores da região comentam que poucas pessoas estão trabalhando no processo de reforma e parece que as obras nunca terão fim. Agora que entramos em um período de chuvas irregulares, a situação acaba ficando ainda mais complicada e o fim de tudo isso parece estar ainda mais longe.

Em outubro o lago precisou ser esvaziado para conter um assoreamento, problema que já acontece há pelo menos três anos. Na tentativa de resolver a situação, a Amma fez uma base de concreto e um muro de pedras, na intenção de impedir que terra e o lixo cheguem ao lago através do Córrego Cascavel.

Agora, torcemos para que o parque volte a ser tão belo e majestoso quanto antes, para que as pessoas possam voltar a frequentar o ambiente da forma mais sossegada possível.

Fonte: DiaOnline.com

Vou99_laranja
Faça um comentário

Faça seu comentário

Mais lidas do Mês

To Top