11/06/2022 às 23h30min - Atualizada em 12/06/2022 às 00h00min

Venda de livros cresce no Brasil com ajuda de eventos literários e pequenas livrarias

Em busca da herança deixada pelos grandes eventos literários, São Paulo sedia a primeira edição da Feira do Livro. Evento reúne 120 editoras e livrarias e mais de 50 escritores.

G1 Brasil
https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2022/06/11/venda-de-livros-cresce-no-brasil-com-ajuda-de-eventos-literarios-e-pequenas-livrarias.ghtml

Em busca da herança deixada pelos grandes eventos literários, São Paulo sedia a primeira edição da Feira do Livro. Evento reúne 120 editoras e livrarias e mais de 50 escritores. Venda de livros cresce no Brasil com ajuda de eventos literários e pequenas livrarias
As vendas de livros voltaram a crescer no país com a ajuda de eventos literários e, também, a abertura de pequenas livrarias.
Os sentimentos mais profundos podem render boas histórias.
“Eu sempre amei literatura. Conheci a minha sócia, e ela um dia falou: ‘Estou a fim de abrir uma livraria. Alguém quer?’, e eu falei: ‘Eu. Eu quero. Vamos’”, disse Roberta Paixão.
E, como nos livros, o “foram felizes para sempre” só vem depois de grandes reviravoltas. A livraria da Roberta não tinha nem um ano quando o comércio fechou na pandemia. O negócio sobreviveu com a ajuda dos próprios clientes. E agora vive a retomada do mercado editorial.
Mercado de livros faturou mais em 2021 que antes da pandemia
No ano passado, foram vendidos 55 milhões de exemplares, 29% a mais que em 2020. E de janeiro a abril deste ano, a alta é de 11% em relação ao mesmo período do ano passado.
“Temos tido eventos com muito sucesso, com pessoas vindo, prestigiando os autores que vêm assinar os livros. Enfim, está tendo uma retomada bem bonita, mesmo”, comemora Roberta.
Feira do Livro na Praça Charles Miller terá mesas literárias com Djamila Ribeiro e Ailton Krenak
Feira do Livro na Praça Charles Miller, na Zona Oeste de SP, começa nesta quarta; veja programação
Feira do Livro em frente ao estádio do Pacaembu tem debates, apresentações e mais 120 editoras e livrarias
Num país que ainda lê pouco, em média dois livros e meio por habitante a cada ano, feiras e eventos têm o poder de incentivar a leitura.
“Isso provoca uma atração. Naquele momento que, naquela cidade, está acontecendo um evento dessa magnitude, uma feira do livro, tenho certeza de que naquele período o índice de leitura naquela cidade aumentou”, diz o presidente da CBL, Vitor Tavares.
É em busca dessa herança deixada pelos grandes eventos literários que São Paulo sedia a primeira edição da Feira do Livro. Durante cinco dias, o evento reúne na tradicional Praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu, 120 editoras e livrarias e mais de 50 escritores.
Feira de rua com famílias inteiras passeando por stands lotados. Com debates e livros brotando de árvores, fazendo florescer a imaginação da Débora Oksman Lozano, de 7 anos.
Repórter: Essa história é legal? Você gostou?
Débora: É muito legal, eu amei.
“Você não tem nenhum país desenvolvido, nem economicamente, nem do ponto de vista democrático, que não tenha um mercado de livros forte. Isso está na Europa, nos Estados Unidos, no Japão. O livro não é só aquele objeto que se fecha para um pequeno clube, é uma maneira de a sociedade refletir sobre seus próprios problemas e encontrar soluções, né?”, explica Paulo Werneck, organizador da Feira do Livro.

Fonte: https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2022/06/11/venda-de-livros-cresce-no-brasil-com-ajuda-de-eventos-literarios-e-pequenas-livrarias.ghtml

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://enquantoissoemgoias.com/.