14/11/2022 às 22h55min - Atualizada em 15/11/2022 às 00h00min

Obras do shopping a céu aberto são liberadas pelo TCE, mas prefeitura deverá apurar prejuízos e ouvir a população

Tribunal de Contas do Estado havia embargado as mudanças na Avenida Tocantins, em Taquaralto, em 2018 e determinou condições para continuidade. Comerciantes ainda reclamam da situação da via.

G1 Brasil
https://g1.globo.com/to/tocantins/noticia/2022/11/14/obras-do-shopping-a-ceu-aberto-sao-liberadas-pelo-tce-mas-prefeitura-devera-apurar-prejuizos-e-ouvir-a-populacao.ghtml

Tribunal de Contas do Estado havia embargado as mudanças na Avenida Tocantins, em Taquaralto, em 2018 e determinou condições para continuidade. Comerciantes ainda reclamam da situação da via. Shopping a céu aberto: obras são liberadas pelo TCE, mas população será ouvida antes
Com as obras embargadas desde 2018, o shopping a céu aberto, localizado na Avenida Tocantins, em Taquaralto, poderá ter continuidade conforme uma nova resolução do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Mas para que isso aconteça, antes a Prefeitura de Palmas vai ter que apurar o tamanho dos transtornos e possíveis dados ao erário.
Desde que as obras na avenida começaram, ainda em 2017, elas se tornaram motivo de constante reclamação dos comerciantes locais. É o caso de Enoque Carvalho, que atua na região há mais de 20 anos. Ele acompanha o processo desde o início e fala dos problemas causados.
“Isso fez com que muitos comerciantes saíssem da avenida, fossem para outros locais. O transeunte também tem essa dificuldade porque toda um carro esbarra, o ônibus também não tem acesso para fazer o desembarque. Então trouxeram todo o tipo de transtorno”, reclamou Enoque.
População será ouvida no dia 22 de novembro em audiência pública
TV Anhanguera/Reprodução
A avenida tem cerca de 600 lojistas fora os vendedores ambulantes. Como o canteiro central ficou mais largo, a maior reclamação é do trânsito, já que as duas vias ficaram mais estreitas. Nos horários de pico, como início da manhã e fim da tarde, a situação fica muito pior.
“O pessoal que trafega aqui pelo entorno, que vai para as cidades vizinhas está cortando volta para não passar na avenida. É um transtorno sem necessidade”, afirmou o também comerciante Hertin Borba.
A primeira etapa da obra tinha um orçamento de R$ 17 milhões. Foram feitos o recapeamento da pista e ordenamento do trânsito. Para a Associação dos Comerciantes de Taquaralto, em nenhum momento os empresários e a comunidade foram ouvidos quanto ao projeto.
Comerciantes dizem que avenida ficou mais estreita e atrapalhou o trânsito
TV Anhanguera/Reprodução
LEIA TAMBÉM
Tribunal suspende obras do Shopping a Céu Aberto: 'Falta de planejamento'
Shopping a céu aberto chega a três anos sem conclusão e comerciantes querem remoção de ciclovia: 'Não atende a finalidade'
Comerciantes fazem protesto contra shopping a céu aberto em Taquaralto
“Trouxeram essa obra de Shopping a Céu Aberto sem ter todo um planejamento, sem consultar os comerciantes. Depois que nós vimos que essa obra ia nos prejudicar, procuramos o Ministério Público e o Tribunal de Contas para embargar”, disse Sidney da Mora Barros, empresário da região.
A falta de planejamento e os transtornos foram considerados pelo TCE, quando decidiu pelo embargo da obra, no dia 31 de janeiro de 2018.
Mas em resolução publicada pelo órgão na sexta-feira (11), a continuidade foi autorizada. Entretanto, a Secretaria de Transparência e Controle Interno da Prefeitura de Palmas terá que apurar quais os danos foram gerados durante esses anos e quem são os responsáveis.
No dia 22 de novembro, às 18h30, está marcada uma audiência pública para ouvir propostas da população sobre o que será feito na região, conforme explicou a promotora Kátia Gallieta.
“Após essa audiência pública, tentando construir junto com a população algumas sugestões urbanísticas, que eles buscam para a solução daquele problema, nós vamos enviar para a prefeitura essas sugestões e cobrar alguma providência, algum projeto”, destacou a promotora.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: https://g1.globo.com/to/tocantins/noticia/2022/11/14/obras-do-shopping-a-ceu-aberto-sao-liberadas-pelo-tce-mas-prefeitura-devera-apurar-prejuizos-e-ouvir-a-populacao.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://enquantoissoemgoias.com/.