Enquantoissoemgoias.com Publicidade 1200x90
09/05/2023 às 22h45min - Atualizada em 10/05/2023 às 00h00min

Alunos de escola pública de Maceió não podem assistir às aulas por falta de cadeiras e mesas nas salas

Mães contam que conteúdo é enviado pelos professores para celulares dos estudantes. Semed diz que público da escola aumentou e licitação foi aberta para comprar carteiras escolares.

G1 Brasil
https://g1.globo.com/al/alagoas/noticia/2023/05/09/matriculados-em-escola-publica-de-maceio-sem-cadeiras-e-mesas-alunos-nao-podem-frequentar-salas-de-aulas.ghtml


Mães contam que conteúdo é enviado pelos professores para celulares dos estudantes. Semed diz que público da escola aumentou e licitação foi aberta para comprar carteiras escolares. Alunos estudam em casa por falta de carteiras em escola municipal de Maceió
Sem mesas e cadeiras nas salas de aula, alunos dos 6º e 7º anos da Escola Municipal Manoel Pedro dos Santos, no Santos Dumont, em Maceió, estão impedidos de frequentar as aulas na escola, como é feito com todas as outras turmas da escola.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
As mães dos alunos contam que estão desesperadas com a falta de previsão para o retorno dos filhos para as salas de aulas e que eles estão enfrentando dificuldades para acompanhar o conteúdo escolar enviado pelos professores via WhatsApp.
"No caso, o que eles estão fazendo não é nem videoaula. Ele recebe o conteúdo no WhatsApp. Às vezes em pdf, que não abre. Aí a professora tenta da melhor forma possível para ele que tenha os conteúdos. Ela 'printa' esse pdf e aí ele começar a transcrever. Passar para o caderno e responder. Ele está tendo o conteúdo, para não se atrasar muito dos outros que estão lá no presencial, mas, na verdade, aprender, não aprende", disse uma mãe.
Aluno do 6º ano, Vandrey Philipe, de 11 anos, conta que está com dificuldades para aprender tendo que estudar em casa. "Eu não consigo entender direito as aulas, porque não tem uma explicação no começo igual nas aulas presenciais, por isso está sendo ruim para mim".
Outra mãe contou que procurou a escola para saber sobre a volta das aulas presenciais, mas foi informada que não há previsão para o retorno.
"Vim aqui saber quando é que iam voltar as aulas. Ela disse que não tem previsão, porque não tem cadeira, não tem mesa, não tem quadro", afirmou.
Em nota, a Secretaria de Educação de Maceió informou que a escola atendia apenas estudantes do 1º ao 5º ano, mas foi ampliada para atender os 6º e 7º anos. Para isso, foi aberta uma licitação para compra de novos mobiliários, que deve ser iniciada esse mês.
As mães contam que custam a acreditar que o problema da falta de cadeiras e mesas não tenha solução rápida.
"A gente se sente impotente porque nós pagamos impostos para isso. É um direito dos nossos filhos. Terem aulas. Terem escolas. Infelizmente a gente vive em uma situação dessa. As crianças estudando em casa por falta de cadeiras e mesas", disse uma mãe.
A Defensoria Pública do Estado enviou um ofício para a Semed pedindo informações sobre essa situação.
Assista aos vídeos mais recentes do g1 AL
Veja mais notícias da região no g1 AL

Fonte: https://g1.globo.com/al/alagoas/noticia/2023/05/09/matriculados-em-escola-publica-de-maceio-sem-cadeiras-e-mesas-alunos-nao-podem-frequentar-salas-de-aulas.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://enquantoissoemgoias.com/.